OAB: STF não pode ser alvo de ‘arapongagem política’

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) emitiu uma dura nota sobre a suposta espionagem contra o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que teria sido realizada pela Agência Brasiliera de Inteligência (Abin) a mando do presidente Michel Temer.

A informação foi publicada pela revista “Veja”. Neste sábado, o Palácio do Planalto negou que tenha havido qualquer ordem para investigar Fachin, de modo a fragilizá-lo e conseguir a anulação da delação de Joesley Batista, um dos donos do grupo JBS, segundo O Globo.

Na nota, assinada pelo presidente do Conselho Federal da Ordem, Claudio Lamachia, a OAB repudiou a possível espionagem, e fez duras críticas a essa prática, que teria como objetivo constrager autoridades: “O Estado Policial, próprio de ditaduras, sempre foi e sempre será duramente combatido pela OAB, em qualquer de suas dimensões, e, mais grave ainda, quando utilizado por órgão de investigação estatal com o fito de constranger juízes da Suprema Corte e subverter a ordem jurídica”, critica a OAB.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: