fbpx

Estado bloqueia leitos intermediários em Assú e prefeito Gustavo e Fabielle só querem tirar foto enquanto pessoas morrem


A Comissão de Saúde representada por vereadores da Câmara Municipal e que foi provocada pela vereadora Lucianny Guerra, foram ao Hospital Regional de Assú cobrar e solicitar urgência na ativação das Unidade de Cuidados Intermediários da COVID – enfermaria, que são 6 leitos e uma sala de estabilização que estão paralisados, pois tem uma equipe sendo paga pelo Governo do Estado, mas falta a maior exigência, que é a de médicos, para que essa unidade funcione mesmo.

Com isso, os leitos paralisados ficam disponíveis no Regula, negando a vaga porque não funcionam, e por isso, o Estado resolveu bloquear temporariamente, já que tem um diretor que estava ausente há 60 dias e que é aliado do deputado George Soares e do prefeito Gustavo e a vice Fabielle, e que não soube conduzir esse problema que é grave e nem conseguiu fazer a Prefeitura do Assú investir o dinheiro do São João e Carnaval para contratar médicos e deixar esses leitos funcionando, ou ceder um profissional do município.

A governadora Fátima anunciou recentemente 21 leitos para Mossoró, enquanto Assú tem 06 paralisados, qual a dificuldade então da Prefeitura do Assú cobrar do Estado ou juntos chegarem num consenso, ou até a atual gestão assumir e resolverem esse problema para que a região do Vale conte com mais leitos já que está no meio de uma nova crise da COVID?

A análise que fazemos é que pela primeira vez na Câmara Municipal do Assú, Lucianny conseguiu fazer que a casa legislativa atue em favor do povo, fiscalize e cobre, e discuta questões que são importantes e salvam vidas, enquanto isso, o prefeito Gustavo e a vice Fabielle só querem saber de bater foto e postar no instagram, enquanto a saúde se deteriora a cada dia, falta gestão, falta leitos, falta profissionais, e tudo isso no meio de uma batalha contra um vírus que tem matado pessoa a cada 50 segundos pelo país.

A comissão de saúde tem os vereadores Paulo Brito, Paulinho de Marlene, Sônia da Pesca, Avinha Alves e Lucianny Guerra, que merecem o respeito da população e até da Câmara presidida por Tê como um todo, por estarem exercendo seu papel dentro da sociedade e que deveria servir de exemplo para os outros e principalmente, para a gestão incompetente do prefeito Gustavo Soares e Fabielle Bezerra.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: