Bolsonaro tira preferência histórica por PT em 533 de 3.151 cidades

Eleições 2018

O PT manteve seu domínio no Nordeste, mas seu desgaste ficou evidenciado por derrotas para Jair Bolsonaro no segundo turno em 533 de seus 3.151 redutos tradicionais.

Nesses municípios, o capitão reformado interrompeu a trajetória de vitórias de candidatos petistas registrada na segunda etapa dos três pleitos anteriores, que resultaram na eleição de Luiz Inácio Lula da Silva, em 2006, e de Dilma Rousseff, em 2010 e 2014.

O desencanto do eleitorado brasileiro com o partido também impediu Fernando Haddad de convencer áreas tradicionalmente tucanas a optar por ele no lugar de Bolsonaro.

Dos 1.110 redutos históricos do PSDB, 1.098 optaram pelo candidato do PSL na votação de domingo e apenas 12 preferiram Haddad. Érica Fraga – Folha de São Paulo

A análise feita pela Folha a partir de dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) mostra que o movimento pendular do PT para Bolsonaro ocorreu principalmente nas regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste.

Foi também nessas regiões que predominou a transferência da preferência histórica de municípios dominados pelos tucanos para Bolsonaro.

No Rio de Janeiro, por exemplo, o candidato petista perdeu em 42 dos 45 municípios que tinham escolhido o partido em 2006, 2010 e 2014. Em regiões do estado, como a Baixada Fluminense e a área metropolitana, a reversão do domínio petista foi significativa. A própria capital, Rio de Janeiro, está entre as cidades que abandou a preferência histórica pelo PT.

Em Minas Gerais, 179 dos 566 redutos petistas nos segundos turnos das três últimas eleições impuseram derrota a Fernando Haddad desta vez.

No Centro-Oeste, o PT também amargou perdas significativas. Entre 139 redutos eleitorais do partido na região, 73 votaram majoritariamente pelo PSL neste domingo. A migração no Sul do país também foi intensa, com derrota em 133 de 307 cidades tradicionalmente petistas.

A exceção nesse movimento foi o Nordeste, onde a força de Lula se impôs novamente, garantindo ampla vitória de Haddad no segundo turno. O candidato petista saiu vitorioso na quase totalidade dos 1.706 redutos tradicionais do PT na região. 

Entre as oito cidades nordestinas que trocaram o PT por Bolsonaro, está João Pessoa, capital da Paraíba.

Na reta final, Haddad fez carreatas no Nordeste, na tentativa de garantir o eleitor histórico do partido. 

A estratégia ajudou o candidato petista a reverter a vantagem que Bolsonaro havia conseguido no Recife no primeiro turno, conquistando a capital de Pernambuco de volta na votação deste segundo turno.

Um dos seus últimos atos foi, no entanto, na periferia de SP. Dias antes, o cantor Mano Brown havia justamente criticado o PT por ter perdido a conexão com as periferias.

No Norte do país, a retenção de cidades com preferência consolidada pelo partido também foi mantida. Só 38 de 304 redutos petistas migraram para o PSL. 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: