Presidente do INSS é demitido após contratar empresa sediada em depósito de bebidas

O ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, decidiu demitir o presidente do INSS Francisco Lopes após O GLOBO revelar que ele contratou a empresa RSX Informática Ltda, cuja sede funcionava numa loja destinada a venda de bebidas, para fornecer programas de computador para o órgão federal.

O contrato no valor de R$ 8,8 milhões foi assinado em abril mesmo após parecer de técnicos do INSS indicar que os programas de computador oferecidos pela RSX não terem utilidade para o órgão. A exoneração já foi enviada à Casa Civil, a quem compete formalizar o ato e publicá-lo no Diário Oficial.

Nesta terça-feira, Beltrame conversou sobre o caso com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha. O deputado André Moura (PSC-SE), líder do governo, também foi consultado, teria resistido para mantê-lo no cargo, mas foi covencido por Padilha. A direção do PSC apadrinha a indicação de dirigentes do INSS. Ficou acertado que o partido vai apresentar uma nova indicação para o posto. O ministro promete investigar os atos da gestão de Lopes.

Depois que O GLOBO procurou os donos da RSX para pedir explicações sobre como a empresa com sede em loja de vinhos e outras bebidas poderia fornecer softwares e ainda prometer fazer treinamento de servidores públicos, a empresa passou uma reforma. Nesta terça-feira, as garrafas de vinho foram substituídas por mesas e cadeiras, dando uma nova aparência ao antigo depósito de bebidas. As informações são de O Globo.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: