Theresa May defende intolerância contra extremismo

Theresa May faz pronunciamento após ataque terrorista

A primeira-ministra britânica, Theresa May, está em uma situação cada vez mais difícil. Neste domingo, 4, pesquisa do instituto Survation colocou seu Partido Conservador apenas 1 ponto porcentual à frente dos trabalhistas (40% a 39%). Pressionada, ela defendeu a intolerância com o extremismo. “É hora de dizer: basta!”, afirmou May em discurso diante da residência oficial, em Downing Street.

Segundo May, é preciso acabar com o extremismo islâmico, que tem servido de inspiração para “ataques cruéis”, como o ocorrido na noite de sábado em Londres. Ela ressaltou também que as eleições legislativas de quinta-feira estão mantidas. “É hora de dizer que isso chegou ao limite. Todos devem viver suas vidas como normalmente fariam. Nossa sociedade deve continuar a funcionar de acordo com os nossos valores. Mas, quando nos referimos à luta contra o extremismo, as coisas precisam mudar”, disse.

A premiê considera que “há muita tolerância ao extremismo no Reino Unido”, uma ameaça que “não pode ser contida apenas pela via militar”. “O terrorismo alimenta o terrorismo e os autores passam ao ato não com base em complôs, mas porque copiam uns aos outros utilizando os meios mais ordinários”, disse May.

Ela ressaltou que a resposta aos ataques deve ir além das operações antiterroristas e pensada para evitar a propagação das ideias que movem os extremistas. “Vencer a ideologia islamita é um dos grandes desafios do nosso tempo.”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: