Temer ‘atira’ em Maia e Meirelles que tentam andar com as próprias pernas

Resultado de imagem para Aliados de Maia e Meirelles dizem que Temer atira em quem tenta andar com as próprias pernas

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o ministro Henrique Meirelles (Fazenda) reagiram da mesma forma às declarações de Michel Temer sobre a eleição de 2018: com o silêncio. Dos dois lados a leitura foi a de que para sinalizar que o árbitro do jogo é ele, Temer atirou nos aliados que tentam se projetar com as próprias pernas e enalteceu Geraldo Alckmin (PSDB), alvo de desconfiança sobre suas chances dentro do próprio partido. Para o tucano, o aceno veio em boa hora.

Meirelles determinou que ninguém em sua equipe falasse sobre a entrevista do presidente ao “O Estado de S. Paulo”. Os auxiliares obedeceram com o nariz tampado. Nos bastidores, disseram que Temer foi desleal ao desidratar as chances de o ministro concorrer ao Planalto no momento em que ele é alvo da artilharia de Maia.

O titular da Fazenda amanheceu com a fala de Temer de que prefere que ele continue ministro e terminou o dia com o rebaixamento da nota de crédito do Brasil pela Standard & Poor’s. Sem reforma da Previdência, as outras grandes agências devem fazer o mesmo.

A repercussão das declarações levou o presidente a dizer que não fala mais sobre eleição até que chegue o momento adequado. As informações são da coluna Painel, da Folha de São Paulo.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: