fbpx

STJ gasta R$ 19 milhões por ano com secretariado

Resultado de imagem para stj

Nesta semana, o Superior Tribunal de Justiça empenhou R$ 3,9 milhões para a prestação de serviços de apoio administrativo de técnico em secretariado, sob a forma de execução indireta, nas dependências da Corte. O empenho atende ao período de 17 de outubro a 31 de dezembro deste ano. A empresa Brasfort Administração e Serviços Ltda presta o serviço para o STJ desde 2013 e está no sétimo termo aditivo de contrato. O valor anual para a prestação do serviço é de R$ 19 milhões.

Ao todo, são 153 postos de técnico em secretariado. Entre as atividades desenvolvidas estão:

  • Marcação e cancelamento de compromissos em agenda diária;
  • Recebimento, conferência de numeração identificadora de documentos e processos, registro, controle e encaminhamento ao destinatário;
  • Atendimento e realização de chamadas telefônicas;
  • Anotação e transmissão de recados;
  • Controle de visitas na unidade de lotação;
  • Pesquisa e acompanhamento do andamento de processos em sistemas informatizados do contratante;
  • Controle e acompanhamento de entrada e de saída de processos;
  • Pesquisa de dados e informações na intranet e internet;

Os profissionais alocados nos postos de trabalho para execução das atividades de Técnico em Secretariado, desenvolvem suas funções nos Gabinetes, Assessorias, Secretarias, Coordenadorias, Comissões e Comitês, e, conforme o caso, em outros setores a critério do Diretor-Geral. As informações são de Contas Abertas.

De acordo com o edital de licitação, as atividades específicas de apoio administrativo são de fundamental importância para a consecução das atividades finalísticas do Estado de forma contínua, eficiente, econômica e confiável.

“Visando ao alcance desse paradigma na prestação dos serviços públicos, a Administração Pública deve buscar a otimização do uso de seus Recursos Humanos, passando atividades que desincumbem servidores, dirigentes e autoridades do STJ de atribuições que, apesar de relevantes, podem ser desenvolvidas perfeitamente por meio da prestação de serviços terceirizados”, justifica o órgão.

Garrafas de água

A Presidência da República reservou R$ 6,2 mil para a compra de 10.526 garrafas de água mineral. Do total, 516 unidades são de 500 ml de água com gás e 10 mil unidades são de 1,5 litros de água sem gás. As bebidas, conforme nota de empenho, são obtidas diretamente de fontes naturais ou artificialmente captada, de origens subterrâneas, caracterizadas pelo conteúdo definido e constante de sais minerais (composição iônica) e pela presença de oligoelementos e outros constituintes.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: