Sinte em Assu fica contra reforma da Previdência mas se cala sobre salários atrasados

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
Professora e diretora Fátima Costa e a sua colega do Sinte Ines Almeida, assessora de Fátima, a governadora

Enquanto a sindicalista e professora Inês Almeida, atual assessora especial da governadora Fátima Bezerra, se vende ao governo do prefeito Gustavo Soares, em troca de emprego para o seu esposo, Paulo Morais, que foi nomeado para chefiar a Secretaria de Agricultura, a Regional do SINTE/RN na cidade do Assú, vai realizar uma jornada de debates sobre a proposta de Reforma da Previdência do governo Bolsonaro.

As discussões acontecerão entre os dias 09 e 26 de abril nas escolas da Rede Estadual localizadas em Açu e nas cidades ligadas a Regional. Na regional do Sinte em Assú, é proibido falar ou debater sobre salário atrasado do governo do Estado, desde que a petista Fátima Bezerra, assumiu o governo e deu uma boquinha para Inês.

A diretora da Regional, professora Fátima Costa, explica qual o objetivo da ação: “Esta ação é parte da luta para barrar esta Reforma da Previdência. Queremos aprofundar as discussões e esclarecer a comunidade escolar e sociedade sobre os prejuízos da medida”. No entanto, ela não se manifesta sobre os salários atrasados.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: