Sinpol classifica de “infelicidade” a suspensão do concurso público

Resultado de imagem para sinpol nilton arruda

Para Nilton Arruda, presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), classificou como uma “infelicidade” a suspensão do concurso público. “Nosso efetivo atualmente é o menor efetivo de toda história da Polícia Civil no Rio Grande do Norte.

O concurso seria um alento, até porque o número de vagas está bem aquém das nossas necessidades”, disse.

De acordo com ele, caso não haja o concurso, o Sinpol vai sugerir que a Delegacia Geral de Polícia feche algumas unidades por causa do baixo efetivo, segundo a Tribuna do Norte.

As polícias Militar e Civil estão com alto déficit de profissionais. No caso da PM, após 12 anos do último certame, a corporação tem cerca de 8.200 policiais na ativa, quando o efetivo ideal previsto em lei é de 13.466 militares, o que significa um déficit de 5.266 pessoas. Já na Civil, existe previsão legal para o preenchimento de 5.150 cargos, dos quais somente 1.534 estão ocupados. O déficit é de 3.616 profissionais.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: