Sindsaúde e diretor repudiam acusações de ex-diretora do hospital do Assú

O atual diretor geral do Hospital Regional Dr. Nelson Inácio em Assú Andrierio Lopes, esteve hoje no programa Caderno de Ocorrência par reagiu firmemente sobre a acusação da ex-diretora, Liduína Melo,  em que sem provas fez graves acusações contra profissionais do hospital de Assú de “formar quadrilha” e médicos de “vender cirurgias do SUS”.

Ele disse repudiar veementemente as informações da ex-diretora contra uma coletividade de profissionais da saúde – de diferentes categorias – do cometimento de crimes no interior da unidade hospitalar, tais como: de que os profissionais estariam formando “uma quadrilha”; de que haveria uma “máfia” de compra e venda de plantões na enfermagem; de que médicos estariam vendendo cirurgias do SUS em troca de dinheiro; entre outras acusações.

Segundo direção do Sindsaúde Mossoró, as acusações de Liduina são gravíssimas que se levantam contra trabalhadoras e trabalhadores do hospital como um todo. Todavia, Liduina, em nenhum momento, apresenta nomes ou cita provas do que alega – portanto faz uma delação de crimes, levantando o clima de desconfiança e denegrir a imagem dos profissionais Hospital Nelson Inácio dos Santos.

NOTA

Nós do Sindsaúde Mossoró nos opomos a quaisquer práticas ilegais ocorridas no exercício da profissão de enfermagem e de todas as outras carreiras da saúde, todavia percebemos como crime a prática de calúnia, ou seja, imputar a alguém falsamente fato entendido como crime (artigo 138 do Código Penal).

Portanto, repudiamos a atitude de disseminar a desconfiança e difamar a imagem de profissionais da saúde – praticada pela ex-diretora Liduina Melo – e acusar uma coletividade da prática de crimes, sem apresentar provas contundentes que sustentem a seriedade das acusações”, diz uma nota.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: