fbpx

PSOL e Novo avançam na escolha dos nomes para presidente

Resultado de imagem para luciana genro

PSOL gaúcho aprovou nome de Luciana Genro

Enquanto as grandes legendas estão em fase de “balões de ensaio”, testando candidatos e tentando unificar suas bases, partidos menores caminham para uma definição de seus postulantes ao Palácio do Planalto em 2018. Do lado direito do espectro ideológico, o Novo, criado em 2015, caminha para lançar o nome de seu fundador, o engenheiro e ex-banqueiro João Dionisio Amoêdo, 55. Na ponta da esquerda, o PSOL do Rio Grande do Sul indicou, no último domingo, o nome da ex-deputada federal Luciana Genro.

O nome dela será levado à executiva nacional do PSOL. Outros que podem disputar a Presidência pela sigla são o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) Guilherme Boulos, a vereadora de Belo Horizonte Áurea Carolina e o professor de Economia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Nildo Ouriques. Todos apareceram na disputa após o deputado federal Chico Alencar (RJ) desistir de concorrer. O nome dele era consenso na sigla. As informações são da Agência Estado.

“Vamos apresentar a Luciana Genro como a escolha do PSOL gaúcho. Isso não quer dizer que não tenha outros nomes. Ela mesmo aceita conversar com outros nomes”, disse à revista “Veja” o vereador em Porto Alegre Roberto Robaina.

No Novo, João Dionisio Amoêdo já renunciou à presidência do partido. Pelas regras da sigla, candidatos não podem exercer funções partidárias na agremiação nos últimos 15 meses antes de uma eleição. A tendência é que o fundador da legenda seja mesmo o indicado, acabando com especulações em torno de nomes que vão desde o do apresentador Luciano Huck ao do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: