Prefeito do Assú ‘toca fogo’ em mais de meio milhão de reais com aluguel de máquinas

Prefeito do Assú abandona as máquinas pesadas do governo para torrar mais de meio milhão de reais em contrato de locação

Ao invés de usar as máquinas pesadas da frota da Prefeitura do Assu para a recuperação das estradas vicinais do Município, o prefeito Gustavo Soares, que abandonou a cidade após ser eleito chefe do executivo e receber R$ 19 mil reais por mês para dar expediente em Natal e Mossoró para aumentar a sua renda financeira pessoal, contratou a locação de horas de máquinas pesadas, com motorista, combustível e manutenção por conta da contratada por R$ 550.000,00 (quinhentos e cinquenta mil reais).

No ano passado, a Prefeitura do Assú contratou a Empresa R P DOS SANTOS SERVIÇOS E COMERCIO – ME, especializada em serviços de borracharia, compreendendo montagens, desmontagens e remendos, para atender às necessidades das Secretarias do Município no valor de R$ 63.100,00 (sessenta e três mil e cem reais). Este ano, véspera de ano eleitoral, o governo preferiu contratar empresas, o que não acontecia antes.

O prefeito Gustavo Soares pode sair da Prefeitura direto para a cadeia, se for constatado corrupção, falcatruas ou manobras para desviar dinheiro público como acontecia no passado no governo do seu pai e ex-prefeito Ronaldo Soares que foi aposentado a força por condenação de colegiado da Justiça (Tribunais), já que se tornou inelegivel e não pode disputar hoje um cargo de vereador em Assu.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: