Oposição quer CPI da Abin para apurar espionagem, diz Molon

Além de pedirem a realização de um novo julgamento pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a Rede e os demais partidos de oposição querem criar a chamada CPI da Abin, para investigar denúncia de que o presidente Michel Temer acionou a agência de inteligência para espionar o ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). Molon disse que a oposição começará a coletar assinaturas a partir desta segunda-feira tanto para a CPI na Câmara como uma CPI Mista da Câmara e do Senado. Ele participará de reuniões com o PDT e PSB no dia de hoje para fechar a estratégia.

— Essas denúncias são gravíssimas. Não se pode admitir um avanço de alguém (Temer) que faz qualquer coisa para se manter no cargo — disse Molon.

Para Molon, o fato de a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, ter recebido negativas do próprio presidente Michel Temer não encerra o caso. As informações são de O Globo.

— Não podemos admitir retaliação ao Ministério Público ou ao Judiciário pelo seu empenho no cumprimento do dever — disse ele.

Molon disse ainda que a oposição já tem cerca de 100 assinaturas para uma CPI que investigaria as denúncias contra Temer.

No caso do TSE, Molon explicou que a Rede quer que o STF determine a realização de um novo julgamento, fazendo cumprir o entendimento legal de que novas provas podem ser adicionadas, se forem pertinentes ao caso.

— A decisão causou perplexidade ao Brasil inteiro. As normas do STF não podem ser desrespeitadas pelo TSE. Queremos um novo julgamento, onde não se desprezem as provas. Para quem achava que o TSE era página virada, não acabou — disse ele.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: