Novo ministro da Educação tira militar da Secretaria-Executiva e indica economista

O ministro da Educação, Abraham Bragança de Vasconcellos Weintraub, na solenidade de posse no Planalto Foto: Jorge William / Agência O Globo

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou nesta quarta-feira a troca do brigadeiro Ricardo Machado, empossado como secretário-executivo da pasta recentemente, por  Antonio Paulo Vogel de Medeiros. Vogel é formado em economia e direito, servidor federal e estava como adjunto de Weintraub na Casa Civil até ser chamado para o Ministério da Educação ( MEC ). Ele foi adjunto da Secretaria de Finanças do petista Fernando Haddad na prefeitura de São Paulo.

O brigadeiro Machado foi nomeado como uma tentativa de fortalecer o grupo dos militares na pasta, em contraposição à ala mais ideológica, formada por seguidores do escritor Olavo de Carvalho. Uma disputa interna por espaço e influência levou à paralisação da ações do MEC e ao enfraquecimento do ex-ministro Ricardo Vélez Rodríguez, demitido na última segunda-feira.

O secretário de Educação Superior (Sesu) será Arnaldo Barbosa de Lima Junior, graduado em Economia e cursando atualmente MBA na área. Segundo o currículo divulgado, Lima Junior foi um dos autores da reforma do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) em 2017, que colocou novas regras para a aquisição do empréstimo, como desconto em folha dos recém-formados que tiverem emprego.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: