No governo de Ivan Júnior, o Assu saiu de 4 para 18 unidades de saúde

Enquanto o atual governo do prefeito Gustavo Soares (irmão do deputado estadual do PR George Soares), que é médico, falta até dipirona nos postos de saúde da rede municipal, revelando assim o caos de um gestor que aparece de duas ou três vezes por mês no município e administra virtualmente a terra do poeta Renato Caldas – o pré-candidato a deputado estadual pelo PSD Ivan Júnior, revelou que no seu governo, o Assú passou de quatro unidades de saúde para 18 postos de atendimento, prestando um serviço de alta qualidade aos pacientes.

O ex-prefeito Ivan Júnior explicou que quando assumiu o governo, a cidade não tinha pronto socorro municipal, mas com esforço e dedicação, no final do seu mandato deixou um pronto socorro funcionando para atender a população. Ele afirmou conseguiu nesse período de oito anos, ampliar o número de unidades de saúde de quatro para dezoito, mas diz que só tem a lamentar do descaso e da negligência do atual governo como o prefeito deixa faltar até dipirona.

Na entrevista concedida ao programa Panorama do Vale, o pré-candidato Ivan Júnior também criticou o descaso do prefeito Gustavo Soares com relação a fumaça tóxica que vem do lixão e não toma nenhuma providência para conter os focos de incêndio que acabam por prejudicar a saúde da população, principalmente as crianças e os idosos, os mais afetados por serem obrigados a respirar a fumaceira de dia e de noite do lixão. Escute abaixo trecho da entrevista a Jarbas Rocha:

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: