NATAL: Sinsenat denuncia: “Servidores são obrigados a trabalhar em condições precárias”

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Natal, assim como o Sindicato dos Médicos do RN, critica os gastos da Prefeitura com festejos natalinos, enquanto gratificações não são pagas e nas UPAs e hospitais faltam itens básicos e medicamentos.

Segundo o Sinsenat, as Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades de Pronto Atendimento (UPA), hospitais e maternidades de Natal aderiram ao movimento grevista iniciado oficialmente nesta quinta-feira (5).

A entidade afirma que a “Prefeitura de Natal gasta milhões com as festividades natalinas e não paga as gratificações dos servidores. Nas UPAs e Hospitais faltam itens básicos e medicamentos. Os servidores são obrigados a trabalhar em condições precárias e não recebem sequer as gratificações que fazem parte dos seus vencimentos garantidas por lei.”

O Sinsenat ainda afirma que outros motivos levaram à decretação da greve, quais seriam: aplicação da data-base, implantação e pagamento dos quinquênios, mudanças de nível, adicionais e gratificações, convocação do cadastro reserva do último.

-portal Novo Noticias

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: