Na contramão do PSDB, FHC diz que falta legitimidade a Temer

Mesmo diante da permanência do PSDB no governo de Michel Temer (PMDB), condicionada pelo partido ao surgimento de fatos novos que aprofundem a crise política, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso entende que falta “legitimidade” ao presidente e sugere que, em um “gesto de grandeza”, o peemedebista antecipe as eleições gerais, previstas para outubro de 2018.

As posições do tucano, contrárias à decisão tomada pelos demais caciques do partido, estão expostas em uma nota publicada nesta quinta-feira pelos jornais O Globo e Folha de S. Paulo e pela Agência Lupa. Para FHC, embora a permanência de Temer no Planalto seja “legal e constitucional”, o país vive uma “quase anomia”, isto é, um estado de ausência de regras, e “falta o que os políticólogos chamam de ‘legitimidade’, ou seja, reconhecendo que a autoridade é legítima consentir em obedecer”.

“Não havendo aceitação generalizada de sua validade, ou há um gesto de grandeza por parte de quem legalmente detém o poder pedindo antecipação de eleições gerais, ou o poder se erode de tal forma que as ruas pedirão a ruptura da regra vigente exigindo antecipação do voto”, afirma o ex-presidente.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: