Ministério Público investiga suspeita de corrupção com caixão de defunto em Ipanguaçu

O prefeito de Ipanguaçu Valderedo Bertoldo vai ter que se explicar direitinho ao Ministério Público sobre a contratação de uma empresa para fornecimento de caixão de defuntos, já que pairam suspeita de maracutaia e o promotor de Justiça Eugênio Carvalho Ribeiro quer investigar a veracidade ou não.

O promotor determinou a abertura de Inquérito Civil Público para apurar a legalidade do contrato entre a Prefeitura de Ipanguaçu e uma empresa que não teve seu nome citada na portaria ministerial.

O Blog do VT apurou que em 2017 a empresa L. C. G. DE OLIVEIRA – ME – mais conhecida por FUNERARIA SANTO ANTONIO, do empresário ex-secretário da Prefeitura do Assú LUIS CARLOS GONCALVES DE OLIVEIRA, vulgo  Luiz da Funerária, foi contratada para a prestação de serviços funerários, para atender aos usuários dos benefícios eventuais, no valor de R$ 182.500,00.

No governo do ex-prefeito Leonardo Oliveira foi criado a distribuição gratuita de caixão de defuntos. Em  2011, a Câmara de Vereadora de Ipanguaçu aprovou a lei e o ex-prefeito do PT sancionou a lei que foi modificada em  2017 na gestão do atual prefeito Valderedo Bertoldo

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: