Ministério Público do RN questiona operação Natal Segura

Operação Natal Segura começou na manhã desta sexta (14). Via de acesso à ponte Newton Navarro, na Zona Norte da cidade, é um dos locais onde os policiais montaram barreira de fiscalização — Foto: Mariana Rocha/Inter TV Cabugi
Operação Natal Segura começou na manhã desta sexta (14). Via de acesso à ponte Newton Navarro, na Zona Norte da cidade, é um dos locais onde os policiais montaram barreira de fiscalização — Foto: Mariana Rocha/Inter TV Cabugi

O Ministério Público está questionando a eficiência e finalidade da operação  batizada de ‘Natal Segura’, lançada na tarde desta quinta-feira (13) durante coletiva com as cúpulas da Secretaria de Segurança Pública (Sesed) e das forças policiais do estado. 

A partir desta sexta-feira (14), policiais civis e militares, com o apoio de policiais rodoviários federais, devem montar barreiras de fiscalização nas entradas e saídas de Natal. 

O promotor de Justiça Wendell Beetoven Ribeiro Agra, titular do Controle Externo da Atividade Policial e Tutela do Sistema Penitenciário, quer saber por quais razões essa operação foi implantada somente agora, em pleno período eleitoral, ressaltando que o chefe do Poder Executivo estadual é candidato à reeleição.

O promotor faz outros questionamentos e pedidos de explicações a Sesed, e ainda encaminhou cópia da portaria à Procuradoria Regional Eleitoral, para as providências que entender cabíveis na seara eleitoral.

De acordo com a Sesed, a operação foi planejada pelo setor de inteligência das polícias e faz parte de um conjunto de medidas que visam a reduzir os índices de violência, bem como intensificar o combate às facções criminosas.

A secretaria afirma também que a operação estava prevista inicialmente para outubro, mas foi antecipada devido à fuga de mais de 100 detentos do sistema prisional da Paraíba. “Por Natal ter sido identificada pela inteligência da polícia como um possível alvo dos fugitivos”, alega a pasta.

Outro fator que ensejou a antecipação da operação, ainda segundo a Sesed, foi o aumento da criminalidade nos estados vizinhos, Ceará e Paraíba. As informações são do G1 RN

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: