Médicos são acusados de enriquecimento ilícito em Angicos pelo MP

O Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte, pela Promotoria de Justiça de Angicos determinou a abertura de inquérito civil para investigar suposto enriquecimento ilícito, causado pela ausência ao trabalho de 02 (dois) médicos do Hospital Regional de Angicos, de 2014 a 2017.

Os dois suspeitos segundo a denúncia do MP são Carlos Magalhães França e Marcos Guimarães Klemig.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: