Marina diz que negocia aliança com PSB e nega conversas com PSDB

A pré-candidata da Rede, Marina Silva, incluiu o PSB no grupo de partidos com os quais afirma estar negociando uma aproximação em torno de sua campanha. Em evento em São Paulo, na noite desta segunda-feira, Marina voltou, no entanto, a afastar qualquer possibilidade de aliança com o PSDB de Geraldo Alckmin. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso estaria articulando uma eventual negociação entre as duas legendas, segundo interlocutores.

— Não existe absolutamente nada disso com o PSDB. Estamos fazendo com outros partidos. Estamos em processo de negociação com o PHS, o PMN e o PSB.

Enquanto sua candidatura começa a ser cobiçada por outros partidos, como o movimento de aglutinação do centro, a pré-candidata da Rede reforça o discurso de que não há nenhuma identidade programática para uma aliança com o PSDB. Ela cita, por exemplo, os problemas dos tucanos com a Lava-Jato para negar qualquer possibilidade de aproximação, o que é corroborado por seus assessores. DIMITRIUS DANTAS – O Globo

Estariam mais adiantadas as conversas com o PHS e o PMN, que a apoiaram em 2010 e 2014. O PSB, outra possibilidade, ainda aparece num cenário mais distante. Ainda há, dentro da Rede, um grau de resistência quando o assunto é uma eventual aproximação com o partido pelo qual Marina se lançou há quatro anos.

Um dos motivos é porque o PSB tem também mostrado interesse em reforçar o arco de alianças em torno do pré-candidato à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: