Lucílio deixa Princesa FM ser censurada para não fechar as portas da emissora em Assú

A imagem pode conter: Lucílio Filho Cici, sorrindo, em pé e atividades ao ar livre

A Princesa FM se prostituiu de vez. A emissora que tinha a fama de imparcial, no tempo que Dr Milton Marques, era vivo, agora o legado morreu também e virou uma rádio que só sabe o que é dinheiro para se manter funcionando e enganando a população com notícias maquiadas para garantir do prefeito do Assu Gustavo Soares, o pagamento mensal de R$ 19 mil reais por mês para quitar a folha de pagamento dos funcionários.

Para não ter que fechar as portas e passar muita por dificuldades financeiras, o diretor Lucílio Filho, agora começa a mostrar a sua verdadeira identidade de um sujeito ambicioso e doido por dinheiro.  Sem disposição de luta e a falta de criatividade, coragem e a covardia que toma conta dele como individuo falso, Lucílio Filho, revela a sua outra face, apoiando inclusive, quem nas eleições de 2012, o chamava de comprado, vendido e mal carater, como o deputado George Soares e o seu pai, o ex-prefeito Ronaldo Soares.

A cidade esta abandonada pelo prefeito Gustavo Soares que inclusive não mora na cidade, mas os radialistas Lucilio Filho, Jarbas Rocha e o Lúcio Flávio, comandam a midia da enganação e da enrolação da população que ainda se ilude aqui e ali, e escuta apenas o que Ronaldo e seus filhos querem que o povo escute. Não aceita uma critica e a censura está instalada na terra dos poetas.

Para respaldar o discurso que a Princesa FM, não está censurada, o esperto Lucilio Filho, alugou um programa ao ex-prefeito Ivan Júnior que é apresentado as segunda-feiras na Hora do Brasil. Um dos piores horarios da programação e ainda diz que é imparcial. Pode?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: