Laudo médico de Gugu aponta morte um dia antes da divulgação oficial

Mais de um mês após a divulgação da morte de Gugu Liberato, o laudo do médico perito foi liberado pelo Estado da Flórida. Tudo aconteceu no último dia 27 e só agora as informações do documento chegam ao público.

De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo, a data oficial da morte do apresentador foi indicada no laudo como 21 de novembro, um dia antes do anúncio da morte feito pela assessoria de imprensa da família.

A notícia que Gugu sofreu um grave acidente começou a repercutir no mesmo dia 21, um dia após tudo ter acontecido. Também foi destacado que ele ficaria sob observação durante um período de 48 horas.

Dados do laudo médico sobre a morte de Gugu

No exame, foram constatadas “contusões na cabeça e pescoço, com equimose periorbital à direita. Hemorragia subaracnóide, fraturas do osso parietal direito, fraturas na têmpora direita, hematomas subdurais bilaterais”.

Na região do torso, “contusões na parte superior direita do tórax, parte lateral direita do tórax, parte superior esquerda do tórax e parte lateral esquerda do tórax e centro do tórax”. Além disso, também são citadas nos documentos uma “fratura na primeira vértebra lombar” e “contusões na coxa anterior esquerda”.

“Em consideração às circunstâncias que cercam sua morte, e após examinação do corpo, análise toxicológica e revisão da avaliação dos registros médicos, é minha opinião que a morte de Antonio Liberato, homem branco de 60 anos, que caiu através do teto de seu sótão para o chão e foi transportado para o hospital na sequência, é resultado de um traumatismo craniano”, concluiu Joshua D. Stephany, médico perito responsável por analisar o caso. A morte também foi declarada como “acidente”.

Procurada pelo NaTelinha, a assessoria de imprensa da família de Gugu não respondeu até a publicação da matéria. Caso o faça, o texto será atualizado.

Doação dos órgãos de Gugu

Assim que foi anunciada a morte do contratado da Record, também foi destacado que todos os órgãos seriam doados, indo de acordo com um desejo de Gugu em vida, ajudando mais de 50 pessoas nos Estados Unidos.

Também foi repercutido o desejo da família do famoso em criar uma campanha para estimular a doação de órgãos, e assim poder contribuir com um crescimento nesses procedimentos no Brasil.

Nas últimas semanas, porém, vem rendendo polêmica o fato da viúva de Gugu, Rose Miriam Di Matteo, entrar na Justiça buscando reconhecimento pelo direito à herança, que até então foi designada aos três filhos do apresentador e sobrinhos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: