fbpx

Justiça nega pedido da defesa de Azeredo para anular condenação

Eduardo Azeredo

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) negou na tarde desta terça-feira (21) os embargos de declaração, com efeito modificativo, apresentados pela defesa do ex-governador Eduardo Azeredo (PSDB).

Na prática, os advogados do tucano tentaram anular a sentença já proferida de 20 anos e dez meses de prisão por peculato e lavagem de dinheiro no chamado mensalão mineiro. A decisão desta terça foi unânime. Votaram os desembargadores Pedro Vergara, Alexandre Victor Carvalho e Adilson Lamounier.

A defesa informou que, assim que for publicado o acórdão, entrará com novo recurso, mas agora o de embargos infringentes. Este é o último recurso possível para a defesa de Azeredo. Caso seja aceito, a sentença pode ser anulada. Se for rejeitado, o ex-governador terá que de cumprir a pena em regime fechado, conforme decisão da Justiça. As informações são de O Tempo/MG.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: