Justiça Eleitoral cassa mandatos do prefeito e do vice de João Câmara

Resultado de imagem para prefeito e vice-prefeito de João Câmara: Mauricio Caetano e Holderlin Silva,

A Juíza Eleitoral, Maria Nivalda Torquato, cassou ontem, terça, 22, por abuso de poder econômico, os diplomas do prefeito e vice-prefeito de João Câmara: Mauricio Caetano e Holderlin Silva, que deverão recorrer e permanecer nos cargos até decisão final do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte.

Além de cassar os mandatos dos dois investigados, a juíza declarou na sentença a inelegibilidade de MAURÍCIO CAETANO DAMACENA, HOLDERLIN SILVA DE ARAÚJO e LUIZ ARAÚJO DA COSTA.

Na decisão, a magistrada também sentenciou a inelegibilidade dos investigados: ex-prefeito ARIOSVALDO TARGINO DE ARAÚJO, MARIA REDIVAN RODRIGUES, ROMEIKA DE MORAIS COSTA BATISTA e IZILÂNIA RÉGIA DA SILVA, pelo prazo de oito anos a contar da eleição de 2016.

Com decisão da juíza eleitoral de João Câmara, o prefeito do Assú Gustavo Soares e a vice-prefeita Sandra Alves, estão tremendo de medo de serem cassados também, já que ambos tiveram suas prestações de contas desaprovadas pela Justiça Eleitoral e podem ser cassados a qualquer momento pelo juiz Marivaldo Dantas, acusados pelo Ministério Público eleitoral do crime de recebimento de doação ilegal de empresas, proibida pelo STF, durante a campanha eleitoral do ano passado.

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: