Justiça bloqueia bens do vereador Ítalo Mendonça, acusado de desviar mais de R$ 128 mil da prefeitura de Macau

O vereador Ítalo Mendonça teve bens bloqueados por força de uma medida cautelar na ação que responde a acusação de ter desviado mais de R$ 128 mil da Prefeitura de Macau, no ano de 2016 quando era responsável pela folha de pagamento da Prefeitura.

As provas apresentadas contra Ítalo são tão fortes que o Ministério Público requereu liminarmente, e a Justiça atendeu, o bloqueio de todos os bens (confira aqui os bens) em nome do Vereador como forma de garantir futuro ressarcimento pelos desvios praticados contra a Prefeitura.

Nesta segunda-feira, (06/07), a Justiça conseguiu encontrar e bloquear 4 (quatro) veículos que estão em nome do vereador Ítalo Mendonça. Com o bloqueio judicial, os veículos ficam impedidos de ser transferidos até o final do processo como forma de garantia do ressarcimento pelos desvios cometidos pelo vereador.

Na ação de n. 0800990-73.2019.8.20.5105 (confira na íntegra aqui), o Ministério Público narra com detalhes e provas a ação criminosa do vereador Ítalo, que entre os meses de abril a novembro de 2016 teria desviado mais de R$ 128 mil da Prefeitura inserindo dados falsos na folha de pagamento, inclusive utilizando da conta poupança da própria mãe para depósito do dinheiro desviado. O Ministério Público comprovou e a Justiça concordou, mas até hoje a Câmara de Macau nada fez para punir o vereador Ítalo Mendonça, que é o primeiro secretário da Mesa Diretora e vive fazendo discursos cobrando moralidade. A cassação do vereador seria o mínimo de resposta que a Câmara de Macau poderia dar a sociedade.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: