Juiz desconfia que queda de criminalidade pode ser acordo de facções criminosas no RN

Na campanha eleitoral do ano passado, a atual governadora Fátima Bezerra, do PT, foi acusada de ter o apoio obtido o apoio de um chefe de facção criminosa do Rio Grande do Norte. Segundo o ex-governador Robinson Faria (PSD) afirmou em entrevista ao RN TV, o chefe do Sindicato do Crime do RN anunciou apoio a Fátima na campanha e a petista repudiou a afirmação de Robinson, dizendo se tratar de Fake News e disse que até ia interpela-lo judicialmente.

Agora, com a divulgação da Secretaria do Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) de uma suposta redução de 32,5% nas Condutas Violentas Letais Intencionais (CVLI), comparando este ano com o mesmo período do ano passado, o juiz de Execuções Penais de Natal, Henrique Baltazar, desconfia do que motivou a queda nos índices de criminalidade neste início de ano, pode ser oriundo de uma trégua entre facções criminosas.

“Espero que a redução dos homicídios no RN decorra do controle do sistema prisional e combate feito pelo Gaeco-MP aos grupos de extermínio em fins de 2018. Mais PMs nas ruas reduz outros crimes, mas tem pouca influência nas CVLIs e não resultado de acordo entre facções criminosas”, disse o juiz nas rede sociais. O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alarico Azevedo, não quis comentar a declaração do juiz e a governador também adotou o silêncio como resposta.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: