Independentemente de edições em áudio, Temer cometeu crime, diz OAB

Claudio Lamachia, presidente da OAB, em reunião de conselho da entidade

O presidente da OAB, Claudio Lamachia, disse nesta segunda-feira (22) que independentemente de ter havido ou não edições em áudio do presidente Michel Temer, houve crime de responsabilidade que justifique pedido de impeachment.

A OAB mantém, portanto, a decisão de protocolar pedido de impedimento do presidente ainda esta semana.

A ordem se baseia não somente no áudio no qual Temer é gravado em conversa com o empresário Joesley Batista, em reunião sem registro, no Palácio Jaburu, em Brasília.

Segundo Lamachia, a maior prova de que Temer cometeu crime de responsabilidade está na confirmação, pelo próprio presidente, em seus dois pronunciamentos, de que se reunira com o delator e que ouvira dele que comprava juízes e procuradores da Lava Jato.

Em pronunciamento no sábado (21), Temer confirmou a reunião e teor desse trecho específico da conversa, mas disse que não teria tomado atitude por julgar estar diante de um mentiroso, que cometia uma “fanfarronice”. As informações são da Folha de São Paulo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: