Em eleição indireta, oposição avalia lançar ‘anticandidatura’

1

Deputados do PT que não concordam com a ideia de boicotar eventual eleição indireta para escolha do substituto do presidente Michel Temer discutem com parlamentares de outros partidos da oposição, entre eles PDT e PCdoB, participar do pleito com uma “anticandidatura”. A estratégia é marcar posição política e, ao mesmo tempo, tentar influenciar minimamente a agenda do governo de transição.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defende que o PT repita o posicionamento das eleições de 1985 e não participe de eventual novo colégio eleitoral. Naquele pleito, a sigla se colocou contra a aliança do PMDB com dissidentes do regime militar, que conseguiu eleger Tancredo Neves presidente, com 480 votos. As informações são da Agência Estado.

Naquela época, o PT havia participado ativamente da campanha pelas “Diretas Já” e considerava ilegítima a escolha do primeiro presidente civil, depois de 21 anos de ditadura militar, de forma indireta, e não pelo voto popular.

Impeachment. Técnicos da Câmara avaliam desde a semana passada que a oposição pode recorrer ao plenário para garantir que um pedido de impeachment eventualmente rejeitado pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia, seja aceito.

Nesse caso, bastaria o voto da maioria dos presentes para que a decisão de Maia fosse refutada, abrindo caminho para o avanço de um processo de impeachment de Temer.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: