fbpx

Deputado George negligencia Hospital de Assú e SUVISA interdita armário de medicamentos e ainda faltam médicos em plena crise da COVID

Depois que passou a eleição, o deputado “boquinha” George Soares fez o que é de praxe, voltou a negligenciar o Hospital Regional de Assú, que está numa situação mais caótica do que nunca, pois o diretor Alberto Luis abandonou o barco por 60 dias em decorrência de férias, deixando o acúmulo de funções para o diretor administrativo, Marcony Filho, que nunca deu conta da sua pasta, imagine de acumular as duas.

Há meses que as pessoas que trabalham no Hospital Regional de Assú fazem críticas e denunciam que lá falta pulso do diretor administrativo e do diretor geral, o setor de recursos humanos não funciona, e nem a coordenação de enfermagem e a divisão de pessoal. Ou seja, os funcionários trabalham com dificuldades e com regras severas para adversários e sem regras para aliados.

Na última semana, foi constituída uma comissão especial de Saúde na Câmara Municipal do Assú, que foi apurar denúncia feita pela vereadora Lucianny, de que a Suvisa fez uma visita à farmácia do Hospital Regional Dr. Nelson Inácio dos Santos e fez a interdição do armário dos medicamentos psicotrópicos, além de detectar outras irregularidades como falta de geladeira para armazenar medicamentos/iluminação e médicos nas equipes de cuidados intermediários para COVID, medicamentos e insumos com validade vencida, dentre outras.

Os vereadores que integram a comissão ao lado de Lucianny, são Paulo Brito, Paulinho de Marlene, Sônia da Pesca e Avinha Alves.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: