fbpx

Centro da COVID em Assú é um ambiente insalubre mesmo tendo 60 mil do Governo Federal para custeio


A Prefeitura do Assú sob a gestão do prefeito Gustavo Soares e a vice Fabielle, estão se enrolando cada vez mais nas mentiras que propagam nas redes sociais, com um serviço de excelência na Saúde que não é real. A vereadora Avinha Alves denunciou em suas redes sociais, que foi ao Centro Covid como usuária do Sistema Único de Saúde- SUS e constatou que os serviços não estão sendo ofertados como se apresenta em determinadas redes sociais e mídias da Prefeitura do Assú.

A realidade é bem triste, porque o que ela viu e fotografou foram ambientes sucateados, insalubres, e o principal que são os testes Swab não estavam disponíveis para a população. A vereadora ainda critica o agendamento prévio em plena Pandemia e na segunda onda, o tratamento é eficaz nos primeiros dias para não evoluir para um paciente crítico e um simples exame, a Prefeitura do Assu não disponibiliza.

Avinha soltou o verbo e disse que um serviço tão essencial, não pode ter um atendimento seletivo, por agendamento, deve sim ter uma boa gestão para agir de forma imediata na descoberta desta doença que está assolando muitas vidas.

A vereadora ainda destacou que a Prefeitura do Assú recebe 60.000,00 mensalmente do Governo Federal para manter os centros de covid19 e o Município precisa só entrar com a contra partida.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: