fbpx

Cartório cobra explicações sobre a desastrosa convenção do Patriota

Cartório pede para Patriota esclarecer convenção do partido que facilitou  entrada de Bolsonaro - Jornal O Globo

Cartório do 1º Ofício de Notas do Distrito Federal divulgou hoje o documento em que pede a Adilson Barroso, presidente do Patriota, explicações sobre as algazarras e possíveis irregularidades na convenção do partido no último dia 31.

Na ocasião, o senador Flávio Bolsonaro se filiou à legenda e avisou que o pai faria o mesmo, o que ainda não ocorreu. Admar Gonzaga, ex-ministro do TSE e advogado do presidente da República, estava cuidando dessas negociações e sinalizou a Bolsonaro que será possível vencer a judicialização do caso.

O Antagonista antecipou a convenção em questão e, ainda no início deste ano, mostrou como o Patriota estava rachado sobre esse assunto.

Há uma avaliação de que a nota de exigência emitida pelo cartório (leia aqui a íntegra) possa ser um primeiro passo para anular a polêmica convenção. Barroso, o presidente da sigla que negociou às escondidas e tratorou a decisão de abrir as portas (e os cofres) para a família Bolsonaro, terá 30 dias para apresentar documentos que provem que houve quórum qualificado na convenção que mudou o estatuto.

“Desde o primeiro momento, entendemos que as manobras feitas pelo atual presidente do partido não atendiam à legislação vigente, tornando a suposta convenção nula de pleno direito. Da nossa parte, continuaremos a manter total transparência, cumprindo todos os princípios legais”, disse em nota enviada a este site Ovasco Resende, vice-presidente do Patriota.

Assista novamente ao momento da convenção em que foi aprovada a possibilidade de filiação da família Bolsonaro.

O antagonista

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: