fbpx

Candidato que promover “fake news” poderá ser punido

Charlles Degoule com o prefeito do Assú Gustavo Soares, irmão do deputado George Soares

Apesar de ter retirado hoje da sua página no Facebook uma notícia postada ontem a noite sobre uma suposta desistência do candidato a deputado estadual pelo PSD Ivan Júnior, o servidor público que exerce cargo comissionado na Prefeitura do Assú Charlles Degoule e que é fervoroso aliado do deputado estadual George Soares, vai ser denunciado a Justiça Eleitoral pela prática de uso de fake news.

O TSE criou grupo de trabalho (formado também por Polícia Federal  e Ministério Público Federal ) para combater a disseminação de notícias falsas e o ex-presidente Luiz Fux afirmou que um candidato poderá ser punido em sua campanha se ficar comprovada uma atuação direta dele no uso de “fake news” durante as eleições gerais deste ano.

— Se há uma demonstração clara de que o beneficiário está ciente, há uma parceria para utilizar isso, é claro que o candidato que está diretamente vinculado a isso ele vai sofrer consequências eleitorais, destacou Fux.

No caso especifico, Charlles Degoule quando for intimado pela Justiça deverá explicar quem fez a montagem grosseira e quem mandou divulgar e porque com qual intenção permaneceu com a notícia na sua página por algum tempo, mesmo tendo sido alertado pelo editor do Blog do VT que a citada noticia era falsa e mentirosa.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: