Bodegueiro derrotado, Patrício Júnior, é carta fora do baralho nas eleições de 2020

Resultado de imagem para fabio e patricio junior
Fábio Faria proibiu qualquer contribuição financeira do PSD para Ivan Júnior

Sem nunca ter demonstrado entusiasmo ou tesão político genuino para vencer as eleições de 2016 para prefeito do Assú, na campanha eleitoral, o bodegueiro derrotado Patrício Júnior, é carta fora do baralho no jogo da sucessão para a escolha do novo gestor nas eleições municipais de 2020.

Filiado ao PSD, partido do atual governador Robinson Faria e do deputado federal Fábio Faria, o bodegueiro derrotado Patrício Júnior, não terá mais o apoio do amigo e ex-prefeito Ivan Júnior, para novamente disputar a Prefeitura do Assú, principalmente, se permanecer na legenda responsável pela derrota de Ivan na disputa por uma vaga para deputado estadual.

Apesar do ex-secretário Ivan Júnior ter apoiado a reeleição do governador Robinson Faria, no primeiro turno, o seu filho e deputado federal Fábio Faria, ficou revoltados com a decisão do ex-prefeito do Assú de apoiar Benes Leócadio e proibiu qualquer contribuição financeira do PSD para o ex-amigo e aliado Ivan Júnior.

Robinson e Fábio autorizaram uma doação do PSD para a candidata Ederlinda Dias, no valor de R$ 400 mil. Para Ivan Júnior, o partido de Fábio Faria, não doou um centavo para a campanha.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: