Banco do Nordeste executa dívida de R$ 550 mil contra a Cerâmica Casa Forte em Assú

O Banco do Nordeste do Brasil ingressou no ano passado com ação de  Execução de Título Extrajudicial contra a empresária Cleide Maria da Silva Araújo ME, proprietária da Cerâmica Casa Forte, situada na Fazenda Casa Forte, Lagoa do Ferreiro, em Assú, para cobra uma dívida milionária no valor de R$ 550.605,84.

A Cerâmica Casa Forte que corre o risco de ter seus bens penhorados, tem como seu advogado de defesa e procurador, João da Cruz Fonseca Santos, foi notificado pela Justiça em fevereiro deste ano, para devolver os autos do processo supra identificado, no prazo de 03 (três) dias, tendo em vista o prazo já expirado, sob pena de aplicação do art. 234, §2º, do CPC. 

Numa rápida pesquisa do Blog do VT, no Portal da Transparência da Câmara Municipal do Assú, o advogado de defesa e procurador da Cerâmica Casa Forte, João da Cruz Fonseca Santos, exerce atualmente o cargo comissionado do Poder Legislativo Municipal comandado pelo presidente e vereador João Wálace, com salário mensal de R$ 3 mil.

Numa pesquisa no YouTube, o Blog do VT, encontrou um vídeo publicado
em 20 de dez de 2014 pelo blogueiro Emanuel Luis, ex-assessor de comunicação da Câmara de Vereadores do Assu e atual assessor do deputado estadual reeleito George Soares, que destaca a abertura do primeiro forno metálico móvel do RN na cerâmica Casa Forte. VEJA VÍDEO ABAIXO

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: