Deputado George Soares com medo da delação no DNIT do RN

Resultado de imagem para deputado george soares

A delação premiada do seu amigo e ex-chefe de Serviço de Engenharia do órgão, Gledson Golbery Maia, de que a propina cobrada em contratos de obras, manutenção e sinalização na malha viária federal no estado, vem tirando o sono do deputado estadual do PR, George Soares.

Segundo Gledson, o dinheiro arrecadado com o “custo político” foi usado na campanha eleitoral de 2010. Na época, George Soares era candidato a deputado e vivia de braços dados com o sobrinho de João Maia pelas ruas do Assú.

As propinas eram pagas por empresas que ganhavam licitações para obras, as que tinham Contrato de Restauração e Manutenção de Rodovias (Crema) e até empresas contratadas para sinalizar as vias. Entre as obras cujas empresas ou consórcios pagaram “custos políticos”, segundo Gledson, estão a construção do contorno viário de Caicó e a manutenção das BRs 101, 304 e 406.

Ministro do STF cobra do Senado o afastamento de Aécio Neves

BRASILIA, DF, BRASIL, 03-11-2016, 14h00: Sessão plenária do STF. A ministra Carmen Lúcia preside a sessão que deve julgar ação que impede réus de ocuparem cargos da linha sucessória da presidência da República. O ministro Marco Aurélio Mello é o relator da ação. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress, PODER)

O ministro Marco Aurélio Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), cobrou nesta segunda-feira (12) o cumprimento da decisão judicial que determinou o afastamento de Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato de senador.

“Enquanto não alterada a decisão judicial, ela tem que ser cumprida. Mas, como parece que nessa quadra é comum deixar-se de cumprir decisão judicial, tempos estranhos, tempos estranhos”, disse o relator do caso.

Como a Folha revelou, apesar de o STF ter determinado o afastamento do tucano em 18 de maio, seu nome ainda consta no painel de votação do Senado e na lista de parlamentares em exercício.

A assessoria de imprensa do STF afirmou que não há necessidade de nenhum esclarecimento adicional para o cumprimento da decisão. “Segundo informações do gabinete do ministro Marco Aurélio, o presidente do Senado assinou a intimação do STF para proceder ao afastamento do senador Aécio Neves dia 18/05/2017”, diz nota divulgada pelo Tribunal. As informações são da Folha de São Paulo.

Leia maisMinistro do STF cobra do Senado o afastamento de Aécio Neves

Senado diz que não há previsão de afastar senador por ordem judicial

Quase um mês depois de o ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ter determinado o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) do cargo, o Senado ainda não tomou nenhuma providência, e o nome do tucano continua no painel eletrônico do plenário, o que não o impediria de votar.

Em nota, o Senado informou que não descumpriu a decisão de Fachin e que comunicou a Aécio seu afastamento por meio de ofício. Ressaltou, porém, que não há previsão legal para afastamento de senador.

“Nem a Constituição Federal nem o Regimento da Casa preveem a figura do ‘afastamento do mandato de senador’ por decisão judicial”, afirmou o Senado, acrescentando que aguarda com “serenidade” informações de como proceder.

Alckmin defende que PSDB fique no governo e propõe antecipar substituto de Aécio

PSDB

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, defendeu nesta segunda-feira, 12, em discurso durante reunião do PSDB para decidir sobre o apoio ao presidente Michel Temer, que o partido não desembarque agora do governo. Terceiro a discursar no encontro, ele também propôs a antecipação da eleição para escolher novos membros da executiva nacional da legenda.

Segundo tucanos que participam do encontro, em Brasília, Alckmin afirmou que, por enquanto, o partido deve “observar” o cenário político. Nos bastidores, aliados do governador defendem que, após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) absolver Temer da cassação, a sigla deve esperar o teor da possível denúncia contra o presidente que a Procuradoria-Geral da República (PGR) deve enviar até o fim de junho.

No discurso, Alckmin ainda defendeu a conclusão da votação das reformas trabalhista e da Previdência no Congresso Nacional e propôs antecipar a eleição para escolher novos membros da executiva nacional, entre eles, o substituto definitivo do senador afastado Aécio Neves (MG). O mineiro está licenciado da presidência nacional da legenda desde que foi atingido pela delação de executivos da JBS. As informações são de O Estado de São Paulo.

Com apoio de Alckmin e Doria, PSDB decide permanecer na base de Temer

Encontro conta com a presença do governador e do prefeito de São Paulo, Geraldo Alckmin e João Doria - André Dusek/Estadão

Sob o pretexto de apoiar a tramitação das reformas trabalhista e da Previdência, tucanos decidiram não desembarcar do governo

Igor Gadelha e Renan Truffi, O Estado de S.Paulo

Principal fiador do presidente Michel Temer no Congresso Nacional, o PSDB decidiu na noite desta segunda-feira, 12, em reunião ampliada da executiva nacional e de demais lideranças do partido, que vai permanecer na base aliada. Os tucanos adotaram o discurso de que não podem desembarcar agora do governo, sob o argumento de que um eventual rompimento com Temer poderia prejudicar a aprovação das reformas da Previdência e trabalhista.

A decisão foi anunciada pelo ex-ministro das Relações Exteriores de Temer, o senador José Serra (SP). Em entrevista à imprensa, ele afirmou que a maioria dos tucanos decidiu continuar com o governo até que novos fatos surjam. “O PSDB não fará nenhum movimento agora no sentido de sair do governo. Se os fatos mudarem, terão outras análises”, afirmou o parlamentar paulista. “É um governo que tocou adiante compromissos que assumiu conosco. Isso é visto como algo positivo”, acrescentou.

O senador disse que a reunião não tratou de uma eventual denúncia do  procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente.  Mas, nos bastidores, tucanos defendem que legenda deve esperar a eventual denúncia, que deve acontecer até o fim de junho, para se posicionar.

Fábio Faria solicita reforço no abastecimento de Tenente Ananias

Exibindo carros-pipa.jpg
O deputado federal Fábio Faria (PSD), juntamente à prefeita de Tenente Ananias Larissa Rocha (PSD), buscam apoio do Governo do RN através da Operação Vertente, para melhorar ainda mais o abastecimento do município. A solicitação é por mais quatro carros-pipa para atender a área urbana da cidade, que está em situação de emergência devido à seca e também em colapso hídrico.
“Tenente Ananias é uma das cidades potiguares sem uma gota d’água nas torneiras, dependendo totalmente de poços e da operação com carros-pipa. Estar junto dos municípios e do Estado nessa luta é importantíssimo para não deixar a população desabastecida do que lhe é essencial”, afirmou Fábio Faria.

Leia maisFábio Faria solicita reforço no abastecimento de Tenente Ananias

Robinson apresenta obra da avenida Roberto Freire ao prefeito Carlos Eduardo

Exibindo Reunião com o Prefeito Carlos  Eduardo fot Ivanizio Ramos4.jpg

O projeto para reforma da Avenida Engenheiro Roberto Freire, principal obra para garantir fluidez viária na zona Sul de Natal, foi apresentado pelo governador Robinson Faria ao prefeito Carlos Eduardo, na tarde desta segunda-feira (12). Na ocasião, ambos discutiram sobre pontos da obra de interesse comum a estado e município.

A reunião foi realizada na Prefeitura do Natal com participação do diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem, Jorge Fraxe, do diretor-presidente da Caern, Marcelo Toscano, e do secretário municipal de Obras Públicas e Infraestrutura da Prefeitura, Tomaz Neto.

Na audiência também foram discutidas intervenções  na Avenida Moema Tinoco, na zona Norte. Nos dois casos, estado e município têm parceria em relação a licenças e acompanhamento do projeto.

MEC divulga resultado do ProUni do segundo semestre

O resultado da edição do segundo semestre do Programa Universidade para Todos (ProUni) foi divulgado na manhã desta segunda-feira, 12. O prazo para se candidatar a uma bolsa do programa terminou na sexta-feira, 9, e, até as 12 horas daquele dia, o sistema registrou mais de 370 mil estudantes inscritos e mais de 720 mil inscrições – pois o estudante pode selecionar até duas opções de curso, entre os 27.237 disponíveis.

O resultado está disponível na página do programa na internet. Neste processo seletivo, o ProUni oferta 147.492 bolsas em 1.076 instituições privadas de educação superior em todo o País. O número de bolsas oferecidas é 17% maior do que na segunda edição do programa do ano passado. Do total de bolsas, 67.603 são integrais e 79.889, parciais.

O estudante tem até a próxima segunda-feira, 19, para procurar a instituição de ensino para a qual foi pré-selecionado a fim de comprovar as informações prestadas na inscrição. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, a reprovação do candidato. As informações são de O Estado de São Paulo.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: