fbpx

Assú precisa de um nome para Câmara Federal que priorize e consolide investimentos e ações para o desenvolvimento da região


Desde sempre, sabemos que a política é a arte de negociação para compatibilizar interesses, os políticos sérios negociam benefícios para o maior número de cidadãos, já os políticos ruins negociam cargos e vantagens pessoais, .

Mossoró sempre teve uma atuação forte de deputados estaduais e federais, e com isso, conseguiu alavancar a empregabilidade, que gerou crescimento econômico, e consequentemente, conquistou grandes hospitais, universidades, que só crescem a cada dia.

Na região do Seridó, em momentos de crise, a união da sociedade com a classe política, resultou em grandes conquistas para o turismo, e a economia tornou – se uma das mais fortes do estado, sendo o 7º maior PIB no levantamento do IBGE em 2018, e ainda alavancou cursos importantes na área da educação, como Odontologia e Enfermagem na UERN, e Direito e Contábeis na UFRN, facilitando o acesso de jovens a cursos de ensino superior, sem ter que se deslocarem para outras cidades.

E nesse jogo, a cidade do Assú e a região do Vale tem perdido espaço, e o mais preocupante, oportunidades, porque é essencial ter um nome que estabeleça a região como prioridade.

Uma cidade e uma região bem organizadas, unidas e com força, tirando de lado as picuinhas regionais, poderá obter êxito que será para a posteridade, cada Deputado Federal possui uma cota individual de pouco mais de R$ 70 milhões por mandato (4 anos), que podem ser destinados a um máximo de 25 emendas diferentes por ano. Mas existe uma ressalva importante: metade do valor das emendas precisa ir para a saúde.

Seguindo essa lógica, pode-se afirmar que se hoje Assú e Região tivesse um Deputado Federal, a região poderia ter um Hospital com internação/UTI para casos graves e com os mais diversos procedimentos, sem que fosse necessário se deslocar para Mossoró ou Natal, dando mais tranquilidade à população carente que não tem como se bancar em outras cidades.

Assú poderia conquistar um pólo da UFRN ou UFERSA, e ampliar os cursos da UERN, conseguindo melhorar a qualidade do ensino ofertado, e possibilitando que nossos jovens almejem um futuro melhor, e que os nossos filhos e os filhos de nossos filhos também almejem dias melhores, sem ter que se deslocar pra outras cidades atrás de formação e emprego.

Além dos deputados federais, as bancadas estaduais também podem apresentar emendas ao orçamento, então não há dúvidas sobre a importância de ser ter deputados estaduais e federais.

Hoje os nomes nesse cenário na terra dos poetas, são do ex prefeito Ivan ou do deputado George Soares, caso eles não sejam, teria que ser alguém do grupo deles, por cada um já ter uma base de alianças consolidada, e assim, a região poderia sonhar em conquistar essa cadeira.

Assú precisa acordar pois está na hora de eleger um deputado federal com raízes na terra, independentemente da cor partidária e, para que isso se concretize, é necessário que os políticos locais superem as vaidades e os egocentrismos de uma cidade e região que pensa como metrópole, mas age como província, ou melhor, como curral eleitoral da oligarquia Soares.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: