Após 17 anos do escândalo da quadrilha de gafanhotos, folha de pagamento de servidores do Assú volta a ter problemas


Após 17 anos do maior escândalo na cidade do Assú envolvendo a Prefeitura, no maior esquema de roubalheira e de corrupção com a “quadrilha dos gafanhotos”, que surrupiaram mais de R$ 1 milhão dos cofres públicos na gestão do pai do atual prefeito Gustavo, o ex prefeito Ronaldo Soares, um fato inusitado volta a acontecer com o pagamento da folha de março dos servidores com vários erros.

Diversos funcionários de quase todas as áreas, reclamaram que o pagamento da folha veio a menor, ou seja, faltando valores, em que quase todos receberam bem a menos do que costumeiramente recebem, e tem causado insatisfação, e o assunto na cidade não foi outro, já que esse episódio só aconteceu entre 2002 e 2003, na gestão do então prefeito Ronaldo Soares, quando os erros nas folhas favoreciam o desvio de recursos.

Outro fato interessante é que os ‘gafanhotos’ agiram de forma mais intensa, de janeiro a setembro de 2004, estimulada pela campanha eleitoral na época, a quadrilha desviou uma fortuna e agora, coincidência ou não, os erros na folha vieram justamente no ano eleitoral.

Ninguém sabe ao certo o que houve, e se as diferenças de valores serão depositadas, mas a Prefeitura do Assú precisa se pronunciar a respeito, já que vários servidores estão trabalhando bem mais em face ao momento de pandemia que vivemos, e recebendo menos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: