fbpx

Turista é preso após atropelar e matar idoso ao sair de festa em São Miguel do Gostoso

Turista é preso após atropelar e matar idoso ao sair de festa em São Miguel do Gostoso — Foto: Reprodução

Um turista foi preso em flagrante na manhã desta segunda-feira (27), após atropelar e matar um idoso na RN-023 durante a madrugada.

De acordo com a Polícia Militar, o motorista tinha acabado de sair de uma festa em São Miguel do Gostoso. Ele dirigia um carro alugado da marca Jeep. Após o atropelamento, o turista fugiu do local sem prestar socorro.

Após denúncia de testemunhas, o turista foi encontrado e preso em uma pousada em São Miguel do Gostoso, por volta das 11h30 desta segunda (27).

Ele apresentou à PM documentos do Rio de Janeiro, mas informou que mora na Europa.

O idoso era morador de São Miguel do Gostoso. A identidade dele não foi divulgada.

O turista foi levado para a delegacia do município de Touros, onde deve realizar um teste de alcoolemia.

Fim de ano em Gostoso

São Miguel do Gostoso fica no litoral norte do RN, a 100 quilômetros da capital potiguar. A cidade recebe uma grande festa no final do ano que atrai turistas de vários estados do país.

São oito dias de festa, de 26 de dezembro a 2 de janeiro, com atrações nacionais como Wesley Safadão, Matheus e Kauan, Xand e outros.

G1RN

Defesa gasta verba da Covid para comprar filé mignon e picanha, diz TCU

Ministério da Defesa justifica gastos com alimentação e diz que tropa tem  370 mil militares - Jornal O Globo

O Ministério da Defesa gastou recursos destinados ao enfrentamento da Covid-19 para a compra de filé mignon e picanha. A constatação é de uma auditoria do TCU (Tribunal de Contas da União).

Segundo informações do levantamento sigiloso feito pela Selog (Secretaria de Controle Externo de Aquisições Logísticas) obtido pela Folha, foram usados R$ 535 mil em itens considerados de luxo.

A auditoria foi aberta para investigar supostas irregularidades na aquisição de gêneros alimentícios desde 2017. Chamaram a atenção dos técnicos os gastos das Forças Armadas durante a pandemia em 2020.

A análise foi autorizada pelo ministro Walton Alencar Rodrigues, relator do caso na corte. Os auditores esperavam que, como consequência do regime telepresencial de trabalho, houvesse redução de gastos com alimentação.

Não foi o que ocorreu com o Ministério da Defesa, que, ao contrário dos Ministérios da Educação e da Saúde, aumentou essas despesas.

A assessoria de imprensa da Defesa afirmou, em nota, que as atividades do Exército, da Marinha e da Aeronáutica foram mantidas na pandemia. Isso inclui, disse o órgão, a alimentação fornecida às tropas.

A auditoria constatou que, dentre os órgãos superiores dos três Poderes, a Defesa foi o que mais gastou recursos para compra de itens considerados não essenciais. Destacam-se bacalhau, salmão, camarão e bebidas alcoólicas.

[…] Não parece razoável alocar os escassos recursos públicos na compra de itens não essenciais, especialmente durante a crise sanitária, econômica e social pela qual o país está passando, decorrente da pandemia

Auditoria do TCU

Relatório de gastos

Parte do dinheiro usado para a compra dos itens não essenciais, como filé mignon e picanha, foi obtida da ação orçamentária “21C0 – Enfrentamento da Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional decorrente do Coronavírus”.

Leia maisDefesa gasta verba da Covid para comprar filé mignon e picanha, diz TCU

Variante Ômicron leva a recordes de novos casos diários da covid e provoca caos em aeroportos

Covid-19: Sobe para 46 número de casos suspeitos de Ômicron no Rio de  Janeiro - Jornal O Globo

O avanço da variante Ômicron do novo coronavírus no Hemisfério Norte levou diversos países a bater recorde de contágios de covid no feriado de Natal e mobilizou governos dos Estados Unidos, Alemanha, França, Itália e Reino Unido a planejar novas medidas contra a nova cepa do vírus. Em paralelo, o cancelamento de voos provocado pelo impacto do surto em trabalhadores do setor aéreo nesses países ainda afeta o transporte aéreo nesses países, com mais de 2 mil viagens suspensas só nesta segunda-feira, 27.

A França e o Reino Unido superaram nos últimos dias a marca de 100 mil casos diários, enquanto os Estados Unidos passaram de 200 mil. Outros recordes de contágio foram batidos também na Irlanda, Itália e na Austrália. Autoridades americanas temem que o número de casos ultrapasse 1 milhão por dia, um número quatro vezes maior do que o pior momento da pandemia no país até agora.

O presidente americano, Joe Biden, fará uma reunião hoje na Casa Branca com a equipe de combate à pandemia e governadores para desenhar um plano de ação contra a variante Ômicron.

O setor aéreo americano vive uma série de cancelamentos de viagens nos últimos dias em virtude do contágio de equipes de comissários, pilotos e pessoal de apoio em aeroportos. Só nos Estados Unidos, foram 800 cancelamentos na manhã de hoje.

Leia maisVariante Ômicron leva a recordes de novos casos diários da covid e provoca caos em aeroportos

Paulo Guedes, o tesoureiro de campanha de Jair Bolsonaro

Guedes diz que 'ofensa' não o tira do cargo, mas prefere sair se 'tiver que  empurrar Brasil pelo caminho errado' - Jornal O Globo

Em 2021, Paulo Guedes se consolidou como o tesoureiro de campanha de Jair Bolsonaro. Tesoureiro informal, mas quem precisa de formalidade, não é mesmo? O ministro da Economia abandonou de vez sua fantasia de liberal, para atender aos interesses eleitoreiros de um presidente que derretia nas pesquisas.

O ano começou com uma disputa crucial para Guedes. Seu maior adversário no Legislativo, Rodrigo Maia, presidente da Câmara, tentava emplacar um sucessor, enquanto o governo fazia de tudo — de tudo mesmo — pelo nome do cacique do Centrão Arthur Lira.

O ministro da Economia atribuía a Maia o fracasso de sua agenda econômica e fez campanha para o deputado do PP sem qualquer pudor. Em fevereiro, a vitória de Lira representou a promessa de que as reformas econômicas seriam aprovadas.

Em um primeiro momento, pautas importantes realmente passaram, como a autonomia do Banco Central e o novo marco legal do gás.  No entanto, o impasse sobre as reformas econômicas continuou, sobretudo em relação à reforma tributária e à reforma administrativa.

Com a pandemia ceifando vidas na proporção de 4 mil por dia, número assustador atingido em abril, o Ministério da Economia concordou com a volta do pagamento do auxílio emergencial, que havia terminado em janeiro, mas com um valor mais baixo.

A irrealidade dos prognósticos de Guedes para a economia brasileira ficaram mais evidentes quando a inflação saiu de controle, por causa do dólar alto e do aumento do preço dos combustíveis, principalmente. Além disso, o Banco Central segurou a taxa básica de juros, a fim de estimular o consumoPara economistas ouvidos por O Antagonista, a prática, aliada à desvalorização cambial, contribuiu para a alta da inflação. Na tentativa de se eximir de qualquer responsabilidade, Jair Bolsonaro culpou os governadores, afirmando que o fenômeno era consequência das medidas restritivas.

Leia maisPaulo Guedes, o tesoureiro de campanha de Jair Bolsonaro

Kelps ataca deputados e senadores do RN: ‘Maioria é fraca, conversa besteira e faz politicagem’

O deputado estadual Kelps Lima (Solidariedade) criticou nesta segunda-feira (27) a composição da bancada do Rio Grande do Norte no Congresso Nacional. Em entrevista ao programa Café com Notícia, da 98 FM, o parlamentar defendeu a renovação dos deputados e senadores do Estado e disse que a maioria dos parlamentares potiguares é “muito fraca”.

Pré-candidato a deputado federal em 2022, Kelps Lima afirmou que o partido dele – Solidariedade – está montando uma chapa de candidatos para tentar eleger um congressista no próximo ano.

“O partido precisa ter um deputado federal. Alguns dos maiores nomes foram convocados para montar uma chapa própria. Nós já temos a 2ª maior bancada da Assembleia Legislativa; administramos a 2ª maior cidade do Estado, que é Mossoró; temos o 4º prefeito mais bem avaliado do Nordeste, que é Allyson Bezerra; então, o Solidariedade precisa de um deputado federal”, declarou o deputado estadual.

Segundo Kelps, o objetivo do Solidariedade é eleger um deputado que possa “trazer dinheiro para o povo do Rio Grande do Norte, e não ficar fazendo politicagem, nem conversando besteira lá em Brasília”.

“Tem uns daqui que ‘aff maria’. A maioria da bancada do Rio Grande do Norte é muito fraca, porque fica se preocupando com besteira lá, discutindo ‘miolo de quartinha’ e não traz dinheiro para o Rio Grande do Norte, que é o que interessa no final da história. O que não falta é necessidade de recurso para a gente fazer obras importantes”, concluiu.

Portal 98FM Natal

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: