fbpx

Nelter cobra água pra comunidade do Riacho em Assú que é esquecida pela Prefeitura e Estado há um ano

Depois de muitos populares da comunidade do Riacho em Assú revelarem o drama que vivem sem água há quase um ano, com o dessalinizador quebrado e de responsabilidade da Prefeitura, o deputado estadual Nelter Queiroz foi até a Secretaria de Recursos Hidricos cobrar providências.

O prefeito Gustavo, o deputado George e a governadora Fátima estão fazendo ouvido de mercador há muito tempo e deixa a população dessa comunidade sem o acesso à água de qualidade para o consumo humano e para outras necessidades, seja para higiene ou para plantações, dentre outras.

A verdade é que a comunidade do Riacho só é lembrada por George e Gustavo em época de campanha, fora isso, eles a esquecem e seus moradores que se virem.

O deputado Nelter Queiroz sensibilizado com os relatos, foi a Secretaria pessoalmente, entregar requerimento com a solicitação e cobrando agilidade para o atendimento dessa demanda que é tão importante para a comunidade.

Recursos Hídricos, educação e esportes: Ezequiel solicita investimentos para Currais Novos

O município de Currais Novos, região Seridó potiguar, motivou uma série de requerimentos apresentados pelo deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. As solicitações do parlamentar a favor da cidade são nas áreas de recursos hídricos, educação e esportes.

Conforme os documentos, Ezequiel inicialmente solicita a perfuração e instalação de poços tubulares em Currais Novos. O presidente do Legislativo afirma que a obra é necessária para evitar problemas que poderão surgir diante do risco de colapso no abastecimento de água. Além disso, acrescenta, os moradores da zona rural vêm sofrendo com as longas estiagens.

Ezequiel requer ainda a reforma do Centro Supletivo Professora Creuza Bezerra, também localizado em Currais Novos. O parlamentar enfatiza que ações do tipo “contribuem para a evolução do ensino potiguar nas camadas sociais mais carentes”.

“O Centro está em instatisfatório estado de conservação, com rachaduras nas paredes, goteiras no telhado e com a parte hidráulica e elétrica deterioradas. Portanto, apelo ao Governo do Estado, por meio da Secretria de Educação, para que sejam realizadas as reformas na escola, com a finalidade de incentivar o maior interesse e melhor rendimento dos alunos”, dise Ezequiel.

A última solicitação de Ezequiel é pela construção de uma quadra de esporte para a comunidade São Sebastião, na zona rural de Currais Novos. “A juventude sofre com a falta de um espaço adequado para a prática desportiva, uma vez que todos sabem dos ganhos que a prática de esportes oferece à saúde física e mental de adolescentes e jovens, afastando-os das drogas e de outros vícios que trazem prejuízo às famílias e à sociedade em geral. A construção da quadra de esportes no município de Currais Novos trará inúmeros benefícios para a juventude”, disse. Ainda de acordo com o deputado, Currais Novos já teria um espaço destinado a construção da quadra esportiva.

Assembleia aprova moção de pesar pela morte do ex-deputado Luiz Antônio Vidal

Os deputados estaduais apresentaram nesta terça-feira (07), durante sessão plenária da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, moção de pesar pela morte do ex-deputado estadual e ex-presidente da Casa, Luiz Antônio Vidal. O ex-parlamentar faleceu neste domingo (05), aos 80 anos. A moção de pesar foi apresentada de forma coletiva, contando com a assinatura de todos os membros do Legislativo.

“O ex-deputado e ex-presidente Luiz Antônio Vidal era um daqueles homens públicos que entendiam que todo poder é serviço, e não privilégio. Por temperamento pessoal e pelo próprio convencimento da transitoriedade do Poder, exerceu a presidência desta Casa com dedicação, afinco e firmeza, mas acima de tudo, com humildade”, disse Ezequiel durante a leitura da moção de pesar.

Natural de Santo Antônio, na região Agreste potiguar, Luiz Antônio foi deputado ente 1967 e 1986, assumindo a presidência do Legislativo entre 1979 e 1980. “Procedeu, desde o início da sua gestão à frente da Presidência desta Casa, a um trabalho de revitalização do Poder Legislativo, de sua participação no processo democrático e da atuação do deputado através de suas manifestações em Plenário e fora dele”, relatou o atual presidente.

Luiz Antônio Vidal implementou outras mudanças relacionadas com assistência de ordem material e funcional, o que proporcionou o desenvolvimento de um trabalho legislativo mais dinâmico e produtivo. Materializou, também, a implantação da Carteira de Previdência do Parlamentar, objeto de várias tentativas anteriores que não conseguiram se tornar realidade.

No relacionamento com os demais poderes constituídos, procurou pautar a sua posição pelos critérios de dignidade. Resguardados esses critérios, como Presidente deste Poder, não se furtou ao diálogo e ao entendimento, fiel ao preceito constitucional da independência harmonizada entre os Poderes, sem quaisquer resquícios de subserviência, que não as dos preceitos legais. Sempre se convenceu de que não era a ação isolada dos membros que fortalecia a Assembleia, mas a firmeza moral e o caráter de todos os Deputados.

CCJ da Assembleia Legislativa aprova matéria sobre autonomia financeira da UERN

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa deu mais um impulso no processo da autonomia de gestão financeira e patrimonial da Fundação Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (FUERN), ao aprovar, em reunião realizada na manhã desta terça-feira (7), o Projeto de Lei nº 411/2021, de iniciativa do Governo do Estado, que dispõe sobre esta autonomia.

Relatado pela deputada Isolda Dantas (PT), o Projeto registra que a proposta de orçamento anual da FUERN será elaborada por seu órgão competente, e, após aprovação do seu Conselho Diretor, será encaminhada ao Governo do Estado, no prazo definido em ato do Poder Executivo ou na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), para os fins do artigo 106 da Constituição Estadual.

Ao relatar a matéria, a deputada Isolda Dantas (PT) destacou a importância para a Universidade, que pelo projeto vai poder gerir os seus recursos. “Essa é uma luta de muitas pessoas que sonhavam com essa liberdade no tocante ao seu orçamento. A UERN tem 53 anos transformando vidas e para executar qualquer coisa tem que pedir autorização ao Governo do Estado. Foi uma luta histórica que a gente sabia que um dia conseguiria. Por isso estou muito emocionada ao relatar essa matéria que vai possibilitar o que era defendido por todos os segmentos da Universidade”, destacou a deputada Isolda.

No encaminhamento da matéria para a Assembleia, a governadora Fátima registrou que “o Projeto de Lei busca, por meio de norma estadual infraconstitucional, alcançar de forma plena a garantia do princípio constitucional da autonomia universitária, posto em ambiente social para o desenvolvimento autônomo das atividades de produção e propagação do conhecimento de largo espectro”.

Numa extensa pauta, com 36 matérias relatadas, foram aprovadas 28; duas foram consideradas inconstitucionais e duas foram baixadas em diligência. Participaram da reunião os deputados Raimundo Fernandes (PSDB), Kleber Rodrigues (PL), Subtenente Eliabe (SDD), Isolda Dantas; Hermano Morais (PSB), Francisco do PT e Albert Dickson (PROS).

Prefeita de Carnaubais faz nova licitação para combustível que pode chegar a R$ 4 milhões depois de MP recomendar anulação

A prefeita de Carnaubais, Marineide Diniz, que se intitula “a mãe”, e de fato a “mãe ta on” para fazer gastança de dinheiro público no vale do Açu, por isso tem sido alvo de questionamentos oriundos de licitações suspeitas.

A última foi que a prefeita ON recebeu uma recomendação do Ministério Público do RN para que anulasse a licitação de aquisição de combustível, na qual a vencedora tinha sido a empresa Posto S B Carnaubais Ltda.

Um dos motivos que o MP encontrou para recomendar a anulação é que a empresa S B Carnaubais, que tem como proprietária Maria Gabrielly Niatilly de Souza Guedes, estava situada no mesmo endereço onde já existe o Posto Diniz, que tem como sócios a prefeita Marineide e seu esposo, Dinarte Diniz.

A prefeita depois de anular a licitação antiga que custava 3 milhões e 33 mil reais, agora faz uma nova que pode custar quase 4 milhões de reais para os cofres da prefeitura de Carnaubais na aquisição de combustíveis, aumentando o custo já que o dinheiro não é dela.

Uma coisa é certa, Marineide Diniz já está na mira do MP faz algum tempo, e o que se comenta nos bastidores é que ela pode a qualquer momento ter o mesmo futuro que seu antecessor, Thiago Meira, e ser afastada do cargo, já que corre em âmbito judicial alguns processos contra a prefeita.

A prefeita precisa ser parada imediatamente, antes que ela leve a Prefeitura a falência e o povo a miséria.

PF apura fraude de R$ 130 milhões em contratos de gráficas do Enem

Preso pela PF durante o Enem foi liberado de presídio por não ser procurado  por furto no Amapá | Amapá | G1

A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira (7/12), a Operação Bancarrota para apurar um suposto esquema de corrupção envolvendo contratos milionários de gráficas que imprimiam provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os agentes cumpriram um dos mandados na Asa Norte, no Distrito Federal.

A ação conta com a participação da Controladoria-Geral da União (CGU). Os investigadores seriam servidores do Instituto Nacional de Estudos Educacionais (Inep), vinculado ao Ministério da Educação e responsável pelo exame.

São cumpridos 41 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal, São Paulo e Rio de Janeiro, além de ter sido determinado pela Justiça Federal o sequestro de R$ 130 milhões das empresas e pessoas físicas envolvidas. Foram destacados 127 policiais federais e 13 auditores da CGU para o cumprimento das diligências.

Contratos
Entre 2010 e 2018, o Inep contratou para a realização do Enem, sem observar as normas de inexigência de licitação, uma multinacional. A empresa recebeu R$ 728.645.383,37 dos cofres públicos no período. Apurou-se o envolvimento de servidores do Inep com diretores da companhia.

Leia maisPF apura fraude de R$ 130 milhões em contratos de gráficas do Enem

RN tem 67% das estradas em condições de regulares a péssimas, aponta estudo da CNT

Buraco interdita rodovia RN-118 no interior do RN — Foto: Divulgação

O Rio Grande do Norte tem 67,1% das estradas com algum tipo de problema. É o que aponta a Pesquisa CNT de Rodovias, divulgada nesta segunda-feira (6) pela Confederação Nacional de Transportes.

Essas estradas do estado foram avaliadas pela CNT como sendo regulares, ruins ou péssimas. Mais de 50% tem problema com sinalização e mais de 60% com pavimentação (veja mais abaixo detalhado).

A pesquisa avalia toda a malha pavimentada das rodovias federais e principais trechos estaduais. Ela percorreu 1.879 quilômetros no estado.

Já 32,9% das rodovias do Rio Grande do Norte foram consideradas ótimas ou boas na avaliação da pesquisa da Confederação Nacional de Transportes.

De acordo com a CNT, 26 trechos das rodovias são considerados pontos críticos. Isso porque possuem buracos maiores do que um pneu.

A pesquisa aponta ainda que o investimento para recuperar as rodovias no estado, com ações emergenciais, de manutenção e de reconstrução, é de R$ 578,4 milhões.

De acordo com o diretor do Departamento de Estradas e Rodagens do RN (DER), Manoel Marques, parte dos trechos considerados críticos terão obras de melhorias a partir de dezembro.

O diretor explica que não serão as rodovias inteiras refeitas, mas os trechos mais afetados. “A gente vai atacar primeiro os trechos que são críticos ou muito ruins. Vamos recuperar, até pra diminuir o custo com manutenção”.

Os trechos das rodovias que serão refeitas englobam cidades como Jucurutu, Patu, Ouro Branco, Carnaúba dos Dantas, Tibau, Grossos, Assú, Paraú, Triunfo Potiguar, Caicó e Jardim de Piranhas.

Segundo Manoel Marques, a governadora Fátima Bezerra (PT) destinou R$ 130 milhões de saldo do contrato com o Banco Mundial para investimento nas rodovias.

Veja outros pontos avaliados pela pesquisa

Pavimento

A pesquisa aponta também que 63,3% da extensão da malha rodoviária apresenta problema na pavimentação, enquanto 36,4% está em condição satisfatória.

Sinalização

Segundo a pesquisa, 55,2% das rodovias tem sinalização considerada regular, ruim ou péssima. Já 44,8% da malha tem esse quesito como ótimo ou bom.

A avaliação ainda aponta que 7,3% da extensão está sem faixa central e 14,1% não têm faixas laterais.

Geometria da via (traçado)

A CNT aponta que 73,1% da extensão da malha rodoviária apresenta algum tipo de problema e 26,9% está boa ou ótima.

As pistas simples predominam em 92,4%, reforça a pesquisa, mas falta acostamento em 55,9% dos trechos avaliados e 52,6% dos trechos com curvas perigosas não têm sinalização.

Custo operacional

As condições do pavimento no estado geram um aumento de custo operacional do transporte de 32,6%. Isso reflete na competitividade do Brasil e no preço dos produtos, segundo a pesquisa.

Meio ambiente

Ao final de 2021, estima-se que haverá um consumo desnecessário de 20 milhões de litros de diesel devido à má qualidade do pavimento da malha rodoviária no estado. Esse desperdício custará R$ 88,24 milhões aos transportadores.

Fonte: g1

Governadora Fátima “só dialoga com a elite salarial”, diz sindicato

“A governadora Fátima Bezerra não esconde sua preferência entre os servidores e se reúne apenas com a elite salarial”. A declaração está no site do Sinsp-RN, o sindicato dos servidores da Administração Direta do Estado, que afirma que a governadora petista se dedica “até mesmo para negociar pessoalmente com os que ganham os mais altos salários do funcionalismo do Estado”.

“Enquanto não atende aos pedidos do SINSP, nunca tendo tempo ou agenda para tratar de demandas dos mais humildes, posa para fotos em encontros com servidores que recebem mais de R$ 50 mil mensais”, afirma o sindicato, que mostra a prova do argumento com uma foto em que a governadora está em conversa com auditores fiscais, que desde o início do governo Fátima tiveram um reajuste de 16,38% nos salários que passam dos R$ 30 mil, além de um aumento da gratificação.

O Sindicato explica que na foto a governadora está sentada com Luiz Antônio Marinho, da PGE, com salário de R$ 50.994,73, de acordo com o Portal da Transparência; Pedro Lopes, da Control, com salário de R$ 48.010,012; e Antenor Roberto, vice-governador e procurador, vencimentos somados chegando a R$ 58.580,93.

“Com a elite salarial o diálogo parece existir, mas com quem recebe um salário mínimo a governadora não chega nem perto de se reunir, não trata pessoalmente de nada e ainda manda secretário afirmar que está ali para ‘informar e não dialogar'”.

“Governadora Fátima Bezerra, por que a senhora só senta à mesa com os que recebem mais de R$ 50 mil?”, questiona o Sinsp.

Fonte: Portal Grande Ponto

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: