fbpx

Funcionários do Walfredo pedem socorro e falam do caos que estão vivendo

Mais relatos tristes e desesperadores do Hospital Walfredo Gurgel. Desta vez, funcionários publicaram um depoimento que expõe a realidade do hospital.

Confira abaixo a carta aberta ao povo do RN na íntegra:

Nós, funcionários do Hospital Walfredo Gurgel, estamos vivenciando uma realidade de total caos há muito tempo. Ausência de fornecimento de insumos básicos tais como sabão e papel toalha (o Bloco Cirúrgico está suspendendo cirurgias por falta de material lavado). Faltam medicamentos, falta tudo. Os recursos humanos estão reduzidos em todos os setores do hospital. A SESAP sabe disso há muito tempo e nos obriga a sobrecarga desumana de trabalho.

Além de tudo isso, sofremos com as greves todos os meses do pessoal de serviços terceirizados que são contratados pela SESAP. O sofrimento é grande com a falta de serviços e materiais tão essenciais para nossa jornada de trabalho que já é tão sofrida, principalmente agora que, novamente, o Covid19 encontra-se em ascensão.

Somado a tudo isso, sofremos pressão da população, que tem nos ameaçado diariamente em nosso ambiente de trabalho, o que nos traz prejuízos psicológicos terríveis. A quantidade de colegas em afastamentos é enorme em virtude dessas condições precárias de trabalho.

Não é só a população que sofre com este caos em que nos encontramos, nós também estamos sofrendo e fazemos parte do povo Norte-rio-grandense. Pedimos ao povo do Rio grande do Norte que olhe para nós com mais empatia, pois somos parte desse povo, já tivemos familiares internados nesta unidade hospitalar que passaram pelos mesmos problemas quando precisam se dirigir a este hospital.

Pedimos que cobrem das pessoas certas que são os gestores da SESAP e o poder público de uma maneira geral os quais fecham os olhos para nossa realidade e nos abandonaram completamente.

O Secretário de Saúde Cipriano Maia que nunca apareceu neste hospital vem agora acusar os profissionais do maior hospital do estado de desumanização. Desumano, Secretario, é o SR. que abandou às moscas um hospital que atende mais de 60.000 pessoas por ano. Venha aqui Secretário! Venha ver de perto a realidade que é bem diferente da sua sala refrigerada. Fica na Av. Hermes da Fonseca perto do Midway!!!

Perguntamos:
Onde está o Ministério Público?
Onde está a defensoria Pública?
Onde estão os deputados estaduais?
Onde estão os vereadores?
Onde estão os nossos senadores?
Onde está a nossa DESGovernadora?
Onde está o DESSecretário de saúde, que ao invés de apoiar a sua equipe, virou as costas para ela e que sequer sabe onde fica o Walfredo Gurgel.
Onde está o Sindicato dos Enfermeiros?
Onde está o sindicato dos Médicos?
Onde estão os conselhos das diversas categorias?
Onde todos estão? No palco? Sentados em suas poltronas e em suas salas refrigeradas?
Onde estão?
Estão defendendo nossos interesses?
Ou só os deles?
Precisamos de socorro!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!, O POVO NÃO AGUENTA MAIS. NÓS NÃO AGUENTAMOS MAIS TANTO DESRESPEITO E ABANDONO!!!

Assinado as diversas vozes que compõe as equipes desse hospital( nesse texto representadas por mim, Maria de Fátima Balbino da Costa, servidora da saúde do Rn)as quais não suportam mais ficar caladas diante de tanta injustiça, descaso e falta de empatia.

Fonte: Blog do BG

Fonte: Portal Grande Ponto

CPI ouve PGE e discute ação para RN reaver R$ 4,8 mi pagos à Hempcare

A Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte voltou a discutir, na tarde desta quinta-feira (11), contratos investigados referentes à pandemia do novo coronavírus no estado. O ex-diretor médico do Hospital João Machado, Rafael Góis, e o procurador-geral do Estado, Luiz Antônio Marinho da Silva, foram ouvidos na condição de testemunha e convidado, respectivamente. A contratação de leitos para os hospitais João Machado e Alfredo Mesquita foi discutida, assim como ações para que o Estado consiga recuperar os quase R$ 5 milhões pagos pelo Rio Grande do Norte através do Consórcio Nordeste na compra frustrada de respiradores.

Primeiro a ser ouvido, o médico Rafael Góis explicou como ocorria o acompanhamento do cumprimento dos serviços previstos no contrato entre o Estado e a Organização Social que geria os leitos no João Machado. O ex-diretor explicou que havia problemas e que foram relatados, mas que os serviços foram prestados, assim como a disponibilização dos equipamentos e insumos necessários para operacionalização dos leitos de UTI Covid. A suplente na relatoria da CPI, deputada Isolda Dantas (PT), o presidente da CPI, deputado Kelps Lima (Solidariedade), e o deputado membro George Soares (PL), fizeram perguntas ao profissional, que não é investigado no processo.

Na sequência da reunião da CPI, o procurador-geral do Estado, Luiz Eduardo Marinho, falou sobre as ações da Procuradoria na pandemia com vistas a dar celeridade aos processos de aquisição de equipamentos e contratação de serviços. Na reunião, ainda, Marinho falou sobre as diretrizes do Consórcio Nordeste e como ocorria o trâmite para as contratações. Segundo ele, a análise para a compra dos respiradores ocorreu pelo estado que liderava o Consórcio à época, a Bahia. Marinho confirmou ainda que o Rio Grande do Norte ingressou com uma ação civil pública contra empresas e pessoas físicas para reaver os R$ 4,8 milhões pagos através do Consórcio Nordeste à empresa Hempcare.

“Ingressamos contra todos que tínhamos informações que indicassem responsabilidade”, explicou o procurador, mas ponderando que a ação está sob segredo de Justiça.

O presidente Kelps Lima solicitou informações sobre a ação e recebeu o compromisso do procurador de encaminhar os dados. O parlamentar também questionou o procurador sobre os indícios encontrados que, segundo o presidente da CPI, poderiam apontar para corrupção, não somente de fraudes.

“Há uma diferença e é preciso que deixemos isso claro, porque, na minha opinião, as informações apontam para corrupção, e há uma diferença significativa entre isso”, disse Kelps, que afirmou, contudo, respeitar o posicionamento do procurador em adotar uma postura mais cautelosa ao se referir à investigação.

Nelter Queiroz critica Detran sobre descredenciamento de auto-escolas para cursos especializados


Em sessão plenária da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, nesta quinta-feira (11), o deputado Nelter Queiroz (MDB) repercutiu a decisão do governo estadual, através do Detran, de descredenciar autoescolas de Currais Novos, Mossoró, Caicó e Assu, dentre outras, que ofereciam cursos especializados para motoristas profissionais.

“A governadora Fátima, que se dizia de origem popular, descredenciou as autoescolas que promoviam cursos de mototaxistas, motofretistas, transporte coletivo de passageiros, cargas e produtos perigosos, transporte escolar e instrutor de trânsito. Agora, as pessoas que precisam desses diplomas para procurar emprego terão que se deslocar para o SEST SENAT, em Natal ou Mossoró. A governadora prejudicou mais uma vez os mais humildes”, criticou o parlamentar, alegando que a decisão foi centralizadora.

Para Queiroz, a decisão também é prejudicial para as autoescolas, que deixarão de gerar postos de trabalho e terão que demitir seus instrutores que conduziam esses cursos especializados. “É lamentável essa situação. Ontem eu vi as manifestações em frente ao Detran, e rendo aqui minha solidariedade a esses trabalhadores”, finalizou, cobrando ao DETRAN que retome entendimento anterior e reabilitar as autoescolas não realização destes cursos.

Líderes parlamentares falam sobre as ações dos governos Federal e Estadual

Na Sessão Ordinária desta quinta-feira (11), no horário das lideranças partidárias, os parlamentares opinaram sobre as votações no Congresso Nacional a respeito das mudanças no “Teto de Gastos”, a fim de viabilizar a implantação do Programa “Auxílio Brasil”, pelo Governo Federal. Além disso, os deputados repercutiram decisão recente do Governo do Estado em relação a cursos profissionalizantes nas autoescolas da região do Seridó.

Primeiro a discursar no horário, José Dias (PSDB) falou da necessidade de realização de algumas obras em prol do Turismo, na região metropolitana de Natal. “É preciso construir uma ponte sobre o rio Jundiaí, ligando a BR-226 a Uruaçu, e também fazer a recuperação dos engenhos Guaporé; em Ceará-Mirim e Ferreiro Torto; em Macaíba. E eu reforço aos prefeitos a importância dessas obras para o Turismo dos seus municípios”, disse.

Ainda sobre o setor turístico, o parlamentar afirmou que só há sucesso na área se houver, no setor privado, uma boa estrutura nos hotéis e restaurantes, além do treinamento dos profissionais envolvidos. “Mas também é essencial o apoio do Poder Público. A natureza nos deu praias maravilhosas, porém precisamos da ação pública, garantindo estrutura e segurança para que possamos aproveitar ao máximo o potencial turístico que nos foi presenteado”, ressaltou.

Na sequência, o deputado voltou a destacar a relevância de se resgatar os sítios históricos citados anteriormente.

“Esses sítios são culturais. Nós não temos apenas o Turismo envolvido nisso, mas também a nossa história, o nosso passado. Esses locais são verdadeiros símbolos dos municípios de Ceará-Mirim e Macaíba. Então, tudo isso vai ajudar a incrementar o Turismo no RN, e eu espero que estejamos todos empenhados nesta cruzada: deputados, prefeitos e vereadores”, convocou.

Outro assunto abordado por José Dias foi a votação, na Câmara dos Deputados, da proposta de modificação no “Teto de Gastos”, que pretende viabilizar a implementação do “Auxílio Brasil”, pelo Governo Federal. “Uma das maiores conquistas que tivemos nos últimos anos foi a PEC do teto de gastos. Ela foi a maior contribuição do presidente Michel Temer para o futuro do Brasil. Mas tudo tem seu tempo e sua prioridade. Nós temos agora uma situação que é uma calamidade internacional, uma pandemia. E nós sabemos o quanto o Brasil se endividou para atender as pessoas vítimas da Covid e da fome, além das empresas e dos estados”, contextualizou.

Leia maisLíderes parlamentares falam sobre as ações dos governos Federal e Estadual

Assembleia Legislativa estará presente na 59ª edição da Festa do Boi

A Assembleia Legislativa do RN estará presente em mais uma edição da Festa do Boi. Este ano, o evento acontece de 13 a 20 de novembro e na ocasião, o Legislativo Potiguar, em parceria com o Grupo Reviver, oferecerá a realização de mamografia nos dias 13 e 14, das 10h às 20h. Além disso, haverá um estande da Casa, de 15 a 20 do referido mês, funcionando das 12h às 19h, oferecendo serviços de Saúde, com aferição de pressão e distribuição de preservativos; fornecendo informações sobre a Escola da Assembleia e o Memorial Legislativo; e promovendo apresentações de artistas locais, através da Assembleia Cultural.

“Essas ações são de extrema importância para a saúde e o bem-estar da nossa população. E a Assembleia Legislativa não poderia ficar de fora. Estamos muito orgulhosos de estar participando de mais uma edição dessa grande festa, levando saúde, informação e cultura para a sociedade potiguar”, disse o presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB).

A partir das 10h do sábado (13) e domingo (14), a população já poderá pegar as fichas de atendimento para a realização das mamografias, que serão feitas até as 20h. Já na segunda (15), começam os serviços de Saúde, que incluirão aferição de pressão arterial e distribuição de preservativos.

Servidores da Escola da Assembleia também estarão disponíveis para atender o público, explicando os serviços prestados pela instituição e como a comunidade pode acessar os cursos gratuitos oferecidos, em nível de capacitação pessoal, capacitação técnica, palestras e pós-graduação.

Já a participação do Memorial Legislativo se dará através de banners, tanto do ex-deputado Aristófanes Fernandes, que dá nome ao Parque de Exposições, quanto a respeito da futura sede do setor.

Além disso, a Assembleia Cultural contará com um palco próprio, montado pela Casa Legislativa, em que haverá shows de cantores e bandas potiguares, como Isaque Galvão, Messias Paraguai, Banda Flor de Liz e CPI do Forró.

Reta Final: Prefeitos, vices e vereadores devem se cadastrar no aplicativo “Prévias PSDB” até o fim de semana

O PSDB do Rio Grande do Norte faz o último alerta aos seus filiados e lideranças que desejam participar das prévias, para a escolha do candidato à Presidência da República. Uma equipe do partido está contactando pelo WhatsApp e telefone os 31 prefeitos, 25 vice-prefeitos, 244 vereadores e os 167 dirigentes nos municípios. Cerca de 22 mil filiados tucanos só no Rio Grande do Norte podem participar da votação.

Quem tem até este domingo, véspera de feriado, não se cadastrar no aplicativo das prévias, também não terá direito a voto, mesmo sendo prefeito, vice-prefeito, vereador ou liderança. O partido que mais cresceu no Rio Grande do Norte também está se organizando com as bases do interior. O governador de São Paulo, João Doria, disputa a indicação tucana com o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. A Executiva Estadual anunciou apoio a Doria por unanimidade.

Um Mutirão de Credenciamento está mobilizando as cidades onde o PSDB tem bases. O advogado Alexandre Filgueira, da Executiva do PSDB que acompanha o trabalho, orienta os dirigentes locais. “A mobilização do PSDB RN é fazer com que os Diretórios Municipais e Comissões Provisórias organizem seus filiados e auxiliem no cadastro para o aplicativo Prévias PSDB. Mesmo os prefeitos e vices, além dos deputados que vão à Brasília no dia 21, precisam se cadastrar no aplicativo”, informa.

Os 55 prefeitos e vice-prefeitos e os cinco deputados estaduais votarão em urnas no dia 21 em Brasília. Já os 244 vereadores e filiados que se cadastrarem votam em qualquer lugar pelo aplicativo via internet.

Aplicativo Prévias PSDB já está disponível

ANDROID, acesse: https://bit.ly/PreviasPSDBAndroid

IPHONE, acesse: https://bit.ly/PréviasPSDBApple

Partido Liberal confirma a filiação do presidente Bolsonaro

Partido Liberal (PL) confirmou nesta quarta-feira (10) a filiação do presidente Jair Bolsonaro. A entrada dele na sigla havia sido antecipada pela CNN e foi confirmada pela assessoria de imprensa da legenda.

A cerimônia de filiação de Bolsonaro está marcada para 22 de novembro. Com o ingresso no PL, é possível a candidatura dele à reeleição em 2022.

O Partido Progressista (PP) deve fazer parte da aliança em torno da provável candidatura do presidente, com chances de indicar o candidato a vice.

O PL é presidido por Valdemar Costa Neto, que foi condenado no processo do mensalão.

A filiação de Bolsonaro deve mexer com o partido. Figuras como o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos, são críticos ao presidente. Com isso, há possibilidade de saídas de parlamentares e outros políticos.

“Não tenho como negar que é um profundo constrangimento para mim dividir o mesmo partido com presidente Bolsonaro”, afirmou Ramos à CNN na terça-feira (9).

Por outro lado, a legenda deve atrair apoiadores de Bolsonaro.

Também na terça-feira, o presidente rebateu as críticas sobre a filiação a um partido do bloco conhecido como Centrão. “Se você tirar o Centrão, tem a esquerda. Para onde é que eu vou? Tem que ter um partido, se eu quiser disputar as eleições do ano que vem.”

CNN Brasil

PEC dos Precatórios pode ser votada até o final de novembro pelo Senado

Senado indica veto às coligações proporcionais e contraria Câmara - Jornal  O Globo

O relatório da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios deverá ser apreciado entres os dias 23 e 24 deste mês na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado. Se houver entendimento entre as lideranças partidárias, o texto a ser apresentado poderá ser votado na mesma semana em Plenário. Caso contrário, a matéria será apreciada no período do esforço concentrado, entre os dias 30 de novembro e 2 de dezembro.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (10) pelo líder do governo, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), que foi designado pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, como relator da PEC dos Precatórios, aprovada na Câmara nesta terça (9).

Auxílio Brasil

Em entrevista à imprensa, Fernando Bezerra Coelho esclareceu que há uma dúvida entre os senadores se o espaço aberto fiscal aberto pela PEC dos Precatórios, no valor de R$ 91,6 bilhões, “é adequado, justo ou excessivo”.

— Acredito que temos que trabalhar muito na disseminação da informação de como o espaço fiscal será utilizado. As informações que eu tenho são que, só para garantir o pagamento do Auxílio Brasil no valor mínimo de R$ 400 para 17 milhões de famílias, serão necessários, de forma adicional, R$ 50 bilhões. Já existem R$ 35 bilhões na proposta orçamentaria que foi encaminhada à Câmara, e nós teremos, portanto, nesse espaço de R$ 91,6 bilhões, [sendo] R$ 50 bilhões destinados ao programa Auxilio Brasil. Aproximadamente R$ 24 bilhões serão utilizados para a correção do salário mínimo e para o aumento das despesas previdenciárias, que são despesas obrigatórias — afirmou.

Leia maisPEC dos Precatórios pode ser votada até o final de novembro pelo Senado

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: