fbpx

FAVORECIMENTO: Irmã e madrasta de Gustavo e marido de Fabielle ganhando mais de R$ 19 mil é a maior marca da gestão Soares em Assú e sem gerar emprego pro povo

A Prefeitura do Assú sob o comando da dupla gastadeira Gustavo Soares e Fabielle Bezerra está tocando o terror, fizeram na quarta um mega evento de promoção para divulgar a nova marca da Prefeitura, que é “Gente unida, cidade forte”.

Quem vê o slogan até imagina algo bom, mas se pesquisar um pouquinho nos sites de transparência, verá que a maior marca de Gustavo e Fabielle na gestão é favorecimento aos seus familiares, pois a irmã do prefeito ganha mais de R$ 6 mil e a sua madrasta mais de R$ 4 mil no gabinete de João Maia, enquanto o marido da vice prefeita Fabielle ganha mais de R$ 8 mil no gabinete de George Soares (veja aqui).

Então na prática, não existe gente unida e muito menos forte, o que existe é o prefeito e a vice se utilizando de um cargo para obter vantagens pessoais, enriquecendo os bolsos dos seus parentes, enquanto a população vivencia o fracasso de uma gestão em não alavancar o desenvolvimento na cidade, falhando na criação de mecanismos de qualificação e sem gerar emprego e renda para população carente.

O desemprego e a falta de perspectivas de futuro pro povo é real, mas existe para o prefeito e a vice, com seus familiares com dinheiro fácil todo mês na conta.

Bolsonaro chama Renan de ‘bandido’ e diz que senador ‘está de sacanagem’ com relatório de CPI

O presidente Jair Bolsonaro reagiu à decisão do senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid, de propor seu indiciamento no relatório final do colegiado.

Em conversa com apoiadores na noite desta sexta-feira (15), Bolsonaro chamou Renan de “bandido” e disse que ele “está de sacanagem” com seu relatório.

Como havia adiantado em entrevista à Folha, Renan planeja sugerir o indiciamento de Bolsonaro por 11 crimes.

relatório final deve propor indiciamento de Bolsonaro pelos crimes de epidemia, infração de medida sanitária preventiva, charlatanismo, incitação ao crime, falsificação de documento particular, emprego irregular de verbas públicas, prevaricação, genocídio de indígenas e crimes de responsabilidade (mais especificamente violação de direito social e incompatibilidade com dignidade, honra e decoro do cargo) e homicídio comissivo.

O documento prevê ainda o envio de denúncia de crime contra a humanidade ao Tribunal Penal Internacional.

“O que nós gastamos com auxílio emergencial foi o equivalente a 13 anos de Bolsa Família. Tem cara que critica ainda. O Renan me chama de homicida, um bandido daquele. Bandido é elogio para ele”, declarou Bolsonaro a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada.

“O Renan está achando que eu não vou dormir porque está me chamando de homicida, [ele] está de sacanagem.”

Em outro trecho da conversa, Bolsonaro voltou a se queixar do indiciamento sugerido pelo relator da CPI.

“O que passa na cabeça dele [Renan] com esse indiciamento? Esse indiciamento, para o mundo todo, vai dizer que eu sou homicida. Eu não vi nenhum chefe de estado [governador] ser acusado de homicida no Brasil por causa da pandemia. E olha que eu dei dinheiro para todos eles”, disse.

Leia maisBolsonaro chama Renan de ‘bandido’ e diz que senador ‘está de sacanagem’ com relatório de CPI

CONSTRANGIMENTO: Prefeitura de Carnaubais desconta empréstimo dos servidores mas não repassa ao banco

A situação do município de Carnaubais na gestão da prefeita Marineide Diniz vai de mal à pior, pois o servidor não tem sossego, e a prefeita só segue o caminho errado, proporcionando muitas dúvidas nas suas condutas.

O ex-vereador Nicolau Cavalcante, publicou em suas redes sociais que a prefeitura de Carnaubais faz servidores passarem constrangimento, já que a prefeitura paga ao servidor o salário referente ao cargo que ele exerce, e desconta direto em seu contra cheque o valor do empréstimo feito no banco, mas a Prefeitura não tem repassado o valor descontado do servidor para o banco, que cobra do servidor a quitação da prestação, mesmo já tendo sido descontado na fonte.

O constrangimento é grande, porque mesmo com o desconto na folha, o banco cobra do servidor um segundo desconto, já que a Prefeitura comandada por Marineide não tem repassado os valores para a instituição financeira.

Agora a pergunta que não quer calar, para onde está indo o dinheiro?

A conduta da prefeita Marineide é de fato, desrespeitosa para com o servidor público, e pode até chover processos para a prefeita explicar o por que do dinheiro não está sendo repassado para o banco.

“Mais de 50% do valor pago seria para propina”, diz Kelps sobre respiradores do Consórcio NE

Em entrevista ao programa Pingo nos Is, da rádio Jovem Pan nacional, na noite desta sexta-feira (15), o deputado estadual e presidente da CPI da Covid na ALRN, Kelps Lima, revelou que mais da metade dos R$ 48 milhões que o Consórcio do Nordeste pagou por respiradores seria para propina.

“A documentação é estarrecedora. Havia um conluio, uma negociação de mais de 50% do valor pago dos R$ 48 milhões seria só para desvio, com propina. A operação deu errado porque ela foi toda desastrosa e nenhum respirador foi entregue. Os estados perderam 100% do dinheiro investido”, revelou Kelps em entrevista à Jovem Pan.

“Este tema não ser investigado no Congresso é estranho. A investigação é muito objetiva. O acesso aos documentos demonstra que o dinheiro foi literalmente roubado. E mais, os nove governadores do Nordeste têm acesso à documentação sigilosa que a CPI teve acesso”, completou Kelps.

Veja vídeo

Com informações do Blog do BG

 

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: