fbpx

Deputados participam de agenda de Bolsonaro no RN com anúncio de investimento em Oiticica

Há 70 anos é desenhada a história da Barragem de Oiticica no Rio Grande do Norte. Hoje, em visita do presidente da República Jair Bolsonaro ao Estado, o tema voltou a ser destaque em solenidade de liberação de R$ 38,2 milhões para a conclusão das obras da Barragem de Oiticica. O evento, que ocorreu em Jucurutu, contou com a participação dos deputados estaduais Nelter Queiroz (MDB) e Albert Dickson (PROS), além de deputados federais e ministros, entre eles os potiguares Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Fábio Faria (Comunicações).

“A Barragem é sonhada pela população há mais de 70 anos. E agora, com a determinação do presidente Bolsonaro, conseguimos viabilizar essa obra tão importante e necessária, que gera emprego e renda para a nossa região do Seridó”, disse Nelter Queiroz, ressaltando também a felicidade pela importância da obra para o Seridó e ainda para a região do Vale do Açu, com redução dos riscos de inundações.

Também participando da solenidade, o ministro Rogério Marinho destacou que as mais de duas dezenas de cidades do Seridó vêm sofrendo com falhas no fornecimento de água nas suas torneiras e também sem possibilidade de atrair indústrias de maior porte, prejudicando a economia como um todo. De acordo com o ministro do Desenvolvimento Regional, o empreendimento está com 90,81% de execução e receberá águas do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco. A previsão é de conclusão até dezembro deste ano, beneficiando cerca de 330 mil pessoas de oito cidades do Rio Grande do Norte: Jucurutu, Caicó, Timbaúba dos Batistas, São Fernando, Jardins de Piranhas, Cruzeta, São José do Seridó e São José do Sabugi.

“Água gera emprego, renda e oportunidade. Reduz a pressão sobre o sistema de saúde pública, reduz a mortalidade de crianças, melhora a proficiência de quem trabalha, melhora a condição de quem estuda, porque água é a espinha dorsal do nordeste brasileiro. Água é vida”, disse o ministro, que citou outras obras hídricas realizadas pelo Governo Federal em outros estados do Nordeste, frisando a importância da segurança hídrica para o desenvolvimento socioeconômico das cidades.

Rogério Marinho também ressaltou que o empreendimento irá auxiliar no controle das cheias nas localidades próximas e permitir uma ampliação de até 10 mil hectares da área irrigada da Bacia Piranhas-Açu. A barragem também irá gerar uma energia de 3,52MW, quantidade suficiente para atender um município de 140 mil habitantes.

Na ocasião o ministro Fábio Faria destacou os investimentos do Governo Federal nas obras da barragem. “Aqui o Governo Bolsonaro, através do Ministério do Desenvolvimento Regional, já investiu R$ 280 milhões e vai  investir ainda mais”. Fábio também lembrou as ações voltadas para a população nas áreas de saúde e educação e citou dados da vacinação, adquirida pelo Governo Federal e repassada aos Estados para distribuição.

Leia maisDeputados participam de agenda de Bolsonaro no RN com anúncio de investimento em Oiticica

Deputados participam de agenda de Bolsonaro para liberação de obras do Ramal Apodi

Os deputados estaduais do Rio Grande do Norte Galeno Torquato (PSD), Tomba Farias (PSDB), Albert Dickson (PROS), Getúlio Rêgo (DEM) e Coronel Azevedo (PSC), acompanharam a agenda do presidente da República Jair Bolsonaro, que visitou o município de Pau dos Ferros, localizado na Oeste nesta quinta-feira (24). Na ocasião, o presidente Bolsonaro assinou a ordem de serviço para início das obras do Ramal Apodi, que integra Eixo Norte do Projeto de Transposição do Rio São Francisco e abastecerá o RN, Paraíba e Ceará.

O deputado e presidente da Frente Parlamentar das Águas, deputado Galeno Torquato também destacou a importância dessa obra. “Além de beneficiar o Estado levando água para mais de 30 municípios, a obra vai beneficiar a todos com produção, trabalho e renda”.

O deputado reforçou que a obra vai levar as águas do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco a 54 municípios nos estados do Rio Grande do Norte (32), Paraíba (13) e Ceará (9), beneficiando 750 mil pessoas. Também ampliará em 700 mil hectares a área para agricultura irrigada na região. O investimento federal no empreendimento é de R$ 938,5 milhões.

“Essas obras significam sonho, emprego e desenvolvimento. É um momento de lucidez do presidente que, com essa obra, passa a dar dignidade ao povo desse sertão”, analisou o deputado Tomba Faria.

Decano na Assembleia, Getúlio Rêgo também destacou detalhes da obra. “Essa é uma obra que diz respeito a um sonho do povo de Pau dos Ferros e de toda região Oeste. Vem cristalizar tudo que nossa gente esperou por mais de 50 anos. Hoje ela começa a sair do papel”, disse emocionado o deputado Getúlio Rêgo.

Durante o evento, foi assinada, ainda, a Ordem de Serviço para a revisão do Projeto Executivo da Barragem Poço de Varas, localizada no município Coronel João Pessoa. O projeto original foi elaborado pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) há dez anos e precisa passar por atualização do levantamento cadastral e estudos ambientais. O investimento federal nesta primeira etapa será de R$ 1,07 milhão. Quando concluída, a previsão é que a barragem garanta abastecimento a 42,4 mil pessoas, além de contribuir com pequena irrigação, piscicultura e lazer.

“O Governo Federal não tem medido esforços para garantir ao RN segurança hídrica, com a construção e continuidade de obras importantes como a Barragem de Oiticica e o Ramal Apodi. Esse é um sonho de décadas que está sendo realizado pelo presidente Jair Bolsonaro”, disse o deputado estadual e membro da Frente Parlamentar das Águas da Assembleia Legislativa, Coronel Azevedo.

Leia maisDeputados participam de agenda de Bolsonaro para liberação de obras do Ramal Apodi

CARNAUBAIS: Marineide Diniz vai torrar quase 1 milhão de reais com mesas, cadeiras e materiais de expediente

O que se comenta nos bastidores da politica de Carnaubais, é que a mando do esposo Dinarte Diniz, a prefeita Marineide começa a se encantar pelo “canto da sereia” e pode acabar se afogando pela beleza que existe na riqueza, de ter o poder da caneta e através dele autorizar gastos exorbitantes as custas do povo.

Todo gestor que se preza, deve no mínimo, ter coerência na fala e atitudes, pois o discurso da prefeita Marineide é um e suas atitudes totalmente diferentes.

A prefeita adora postar reformas que custam menos de R$ 100 mil, mas esconde do povo, a gastança de sua gestão com coisas que nem são importante, como o contrato em plena pandemia, com a finalidade de locação de mesas, cadeiras, tendas, toalhas de mesas e pranchas por quase meio milhão de reais, enquanto o comércio sofre com as restrições para evitar a propagação do corona vírus.

E ainda achando pouco, a prefeita Marineide pretende gastar mais, torrando quase 600 mil com materiais de expediente, quando vivemos numa era digital, em que até carimbos e assinaturas pode ser usados de forma digital, e com a segurança dos certificados digitais nos trabalhos administrativos (veja aqui).

Fazer propaganda doando cesta básica é fácil, mas porque a prefeita não mostra que gasta mais dinheiro com coisa supérflua do que com o que realmente interessa e que a população realmente necessita?

A prefeita Marineide e seu esposo Dinarte, não perdem tempo em fazer gastança, mas o Ministério Público está de olho, afinal, Carnaubais não tem tido sorte com seus últimos gestores. E por isso, o MP tem se mostrado tão vigilante.

No RN com Bolsonaro, Ministro Fábio Faria diz que Fatima Bezerra é cara de pau e mentirosa

O ministro das comunicações Fábio Faria acompanhou hoje o presidente da república, Jair Bolsonaro, no evento no município de Jucurutu, no Oeste potiguar, e durante a visita, teve a oportunidade de destilar várias criticas a governadora do estado do RN.

Em seu discurso, o ministro Fábio Faria disse que se chover no RN, a governadora diz que foi ela que trouxe a chuva, e o povo gritava “fora PT”. Além disso, Fábio disse que a governadora não cumpre promessas, pois 20 milhões que deveriam ir para a barragem de oiticica, não chegou.

Fábio Faria ainda destacou que a governadora coloca no site oficial do estado, que ela adquire toda semana 50 mil vacinas para o RN, mas Fábio diz que é mentira dela, pois quem pagou foi o presidente Bolsonaro, ela apenas tem o papel de distribuir aos municípios.

ENFERMAGEM: Movimento APROVA PL em Assú às 16:00, nesta quinta (24)

Profissionais da enfermagem fazem manifestação em Cuiabá a favor de PL que institui piso salarial e jornada de 30h semanais | Mato Grosso | G1

Após mais de 30 anos de luta dos trabalhadores e trabalhadoras da enfermagem em defesa de um piso salarial justo e de uma jornada digna de trabalho, torcendo pela aprovação da PL 2564/2020.

Hoje teremos a nossa primeira manifestação em prol da PL2564/2020, esta que é, talvez a única oportunidade da nossa vida de obter salários dignos, justos e uma carga horária de 30 horas.

Na oportunidade, iremos reunir o maior número possível de profissionais de saúde, amigos, família e simpatizantes, já que precisamos mostrar nossa força e essa é uma excelente oportunidade.

Hoje, durante a procissão de São João Batista em Assú, contamos com o apoio do pároco da nossa cidade. A referida procissão, sairá do posto florestal, às 16:00. Além disso, haverá paradas da procissão, na frente da UPA, centro de COVID e Hospital Regional.

Banco do Brasil abre concurso com vagas para o Rio Grande do Norte

Sede do Banco do Brasil, em Brasília — Foto: Adriano Machado/Reuters

Banco do Brasil abriu inscrições para concurso com 4.480 vagas em todo o paísNo Rio Grande do Norte, são 12 vagas imediatas e 6 para cadastro de reserva. A seleção é para o cargo de escriturário, com os nomes de relacionamento de agente comercial e agente de tecnologia.

As vagas para Rio Grande do Norte abrangem diversos municípios, mas as provas vão serão realizadas apenas em Natal.

As inscrições devem ser feitas pelo site da Cesgranrio de 24 de junho a 28 de julho e têm valor de R$ 38,00.

No vídeo abaixo, saiba como ler editais e aprenda os principais pontos de atenção:

O cargo de escriturário possui nomenclaturas específicas para uso no relacionamento com o mercado, que variam de acordo com a unidade em que o funcionário está lotado. Para este concurso, os candidatos podem concorrer para agente comercial, que trabalha na rede de agências do BB, em todo o país, ou para agente de tecnologia, que assume na área de Tecnologia, em Brasília.

Para participar da seleção, é preciso ter certificado de conclusão ou diploma de curso de nível médio, e idade mínima de 18 anos completos, até a data da contratação.

A remuneração inicial é de R$ 3.022,37, para jornada de 30 horas semanais. O banco oferece ainda ajuda alimentação/refeição de R$ 831,16 por mês e, cumulativamente, concede cesta alimentação no valor mensal de R$ 654,87.

Há possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional; participação nos lucros ou resultados; vale-transporte; auxílio-creche; auxílio a filho com deficiência e previdência complementar. Os funcionários do BB possuem ainda acesso à Universidade Corporativa Banco do Brasil (UniBB).

Leia maisBanco do Brasil abre concurso com vagas para o Rio Grande do Norte

RN recebe 113.370 doses de vacinas da Pfizer, Coronavac e Janssen nesta quinta (24)

RN recebe 113.370 doses de vacinas da Pfizer, Coronavac e Janssen nesta quinta (24) — Foto: Divulgação Sesapi

O Rio Grande do Norte espera receber nesta quinta-feira (24) 113.370 doses de vacinas da Pfizer, Coronavac e Janssen.

Os imunizantes chegam em dois voos diferentes às 12h10 e 15h. Serão 24.300 doses da Janssen; 36.270 da vacina da Pfizer; e 52.800 doses de Coronavac.

Com a chegada dessas vacinas, o RN vai totalizar o recebimento de 2.027.780 doses.

De acordo com o RN Mais Vacina, portal que monitora a vacinação no Rio Grande do Norte, já foram aplicadas 1.456.079 doses de vacinas no estado, sendo 1.054.227 de pessoas com a primeira dose e 401.852 pessoas totalmente imunizadas.

G1RN

Exclusivo: em março, auditores do TCU não viram indícios de sobrepreço na Covaxin

Em relatório de 25 de março de 2021, a área técnica do Tribunal de Contas da União (TCU) disse não ver elementos suficientes que caracterizassem sobrepreço no contrato de compra da vacina indiana Covaxin pelo governo brasileiro, atualmente investigado pela CPI da Covid.

A análise consta em relatório feito por auditores da Secretaria de Controle Externo da Saúde do TCU, ao qual a coluna teve acesso. O parecer versava sobre a representação apresentada pelo deputado federal Alessandro Molon (PSB-RJ), que pediu ao tribunal para avaliar a legalidade do contrato.

Em linhas gerais, Molon apontou que a dose do imunizante foi comprada antes de a vacina ter seu uso aprovado pela Anvisa e a um valor (US$ 15 por dose) maior do que de outras vacinas, como a da Pfizer (US$ 10 por dose), o que seria um indício de que o preço estaria inflado.

O parlamentar alegou ainda que a Precisa Medicamentos, empresa que intermediou a compra da Covaxin entre o governo e o laboratório indiano Bharat Biotech, e outra companhia de seu quadro societário são investigadas por irregularidades na pandemia.

“A mera diferença no valor da aquisição das vacinas citadas não constitui evidência suficiente para caracterização de sobrepreço, já que, apesar das três vacinas mencionadas terem por alvo o combate à Covid-19, não se trata do mesmo produto. Cada uma delas é produzida a partir de locais, tecnologias e insumos diversos que podem alterar, de modo significativo, o custo do produto”, diz o relatório.

A área técnica do TCU afirmou também “não vislumbrar nenhuma ilegalidade na contração da Precisa” antes da aprovação da Covaxin pela Anvisa, e que, apesar das investigações contra a empresa, “não existe nenhuma sanção” que a impedisse de fechar contrato com o poder público.

Metrópoles

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: