fbpx

Natal começa vacinação com 2ª dose de CoronaVac em idosos com 76 anos ou mais

Dose de vacina da CoronaVac contra Covid-19 — Foto: Júnior Santos

Natal começa nesta segunda-feira (3) a vacinação com segunda dose da Coronavac para idosos com 76 anos que completaram 28 dias ou mais da primeira dose com o imunizante. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a capital também começa vacinação de grupos com comorbidades nesta com a vacina de Oxford.

De acordo com a pasta, 1.590 doses da Coronavac foram destinadas para segunda dose do público de 78 anos e mais no fim de semana, porém apenas 362 pessoas foram receber o reforço.

Segundo o secretário George Antunes, novos grupos serão anunciados, quando o município tiver acesso à quantidade de doses que Natal da Coronavac, que chegou no fim de semana ao Estado.

Pontos para tomar 2ª dose

Os pontos de vacinação para segunda dose da CoronaVac são os drive-thru da UnP da Av. Engenheiro Roberto Freire e Ginásio Nélio Dias, das 8h às 16h. Esses dois drives contam com salas de atendimento a pedestres também.

Além desses locais, cinco Unidades Básicas de Saúde também atendem à vacinação da segunda dose da Conovac, nos horários das 8h às 11h30 e das 12h30 às 15h: UBS Nazaré, UBS Candelária, UBS São João, UBS Panatis e UBS Pajuçara.

É necessário levar o cartão de vacinação, comprovante de residência de Natal e documento com foto.

Pessoas com comorbidades

O município também inicia nesta segunda-feira (3) novo cronograma de vacinação para primeira dose de vacina contra a Covid-19. Na fase, serão vacinadas pessoas com:

  • Síndrome de Down, a partir de 18 anos completos;
  • Gestantes e Puérperas com comorbidades, a partir de 18 anos completos.
  • Pessoas de 55 a 59 anos com diabetes
  • Pessoas com doença renal crônica.

Para as gestantes ou puérperas com comorbidades, é necessário levar cópia de exames, receituários, laudo médico e cartão de vacina, comprovante de residência de Natal e documento com foto.

As pessoas com Síndrome de Down devem levar cópia do laudo médico, cartão de vacina, comprovante de residência de Natal e documento com foto.

As pessoas de 55 a 59 anos com diabetes, devem levar cópia do laudo médico detalhado com CID – Cadastro Internacional das Doenças, exames (expedidos nos últimos 30 dias) ou cadastro no HIPERDIA ou cadastro no PROSUS, além de cartão de vacina, comprovante de residência de Natal e documento com foto.

Renais crônicos

As pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise) com 18 anos completos também serão vacinadas nesta etapa. A vacinação desse público será realizada nas clínicas de diálise onde o paciente faz o tratamento.

Locais de vacinação para 1ª dose com vacina de Oxford

Seis pontos de drive thru: Arena das Dunas, UnP da Av. Engenheiro Roberto Freire, Ginásio Nélio Dias, OAB, SESI, Shopping Via Direta. Fora a Arena das Dunas, todos os outros cinco pontos contam com salas para pedestres.

G1RN

Coreia do Norte alerta para ‘crise sem controle’ em aviso para os EUA

Análise: Por que a Coreia do Norte não quer negociar com o Sul? - Jornal O  Globo

Coreia do Norte avisou os Estados Unidos que enfrentará uma “crise fora de controle em um futuro próximo” e acusou a Coreia do Sul de realizar uma “provocação intolerável” contra Pyongyang em uma série de declarações divulgadas neste domingo (2) — comentários que podem abrir caminho para um confronto entre os três países.

Em uma declaração, a Coreia do Norte repreendeu o presidente dos EUA, Joe Biden, por dizer, em um discurso no Congresso na última quinta-feira (29), que o programa nuclear de Pyongyang representa “uma séria ameaça à segurança da América e do mundo”.

Uma declaração separada acusou os EUA de se envolverem em “políticas chicanas” na semana passada, quando o Departamento de Estado chamou a Coreia do Norte de “um dos estados mais repressivos e totalitários do mundo”.

E uma terceira declaração atribuída à irmã do líder norte-coreano Kim Jong Un, Kim Yo Jong, advertiu que a Coreia do Sul enfrentaria consequências depois que desertores norte-coreanos usassem balões para enviar folhetos para o território norte-coreano.

Os comentários foram feitos depois que o secretário de imprensa de Biden disse na sexta que o governo havia concluído uma revisão de política de meses para a Coreia do Norte. Washington planeja buscar uma “abordagem calibrada e prática” que difere da estratégia do governo Trump de buscar uma grande barganha ou do foco do governo Obama na “paciência estratégica”.
Biden e seu homólogo sul-coreano, Moon Jae-in, estão programados para se encontrarem em Washington no final deste mês.

As declarações da Coreia do Norte foram mais focadas no que considerou insultos de Biden, do Departamento de Estado e do governo sul-coreano, e todos empregaram a linguagem bombástica frequentemente vista em declarações norte-coreanas de oposição ou desagrado.

Leia maisCoreia do Norte alerta para ‘crise sem controle’ em aviso para os EUA

Brasil recebe 3,8 milhões de doses da Covax Facility neste domingo

Covax pretende entregar ao Brasil 8 milhões de doses de vacinas contra  covid até maio | Mundo | Valor Econômico

O Brasil recebe, neste domingo (2), mais um lote de vacinas contra a Covid-19 do consórcio Covax Facility. Serão entregues ao todo 3,8 milhões de doses do imunizante de Oxford/AstraZeneca, que chegarão em dois voos.

Com as 200 mil doses recebidas neste sábado (1º), a remessa completa um total de 4 milhões de doses do consórcio que serão distribuídas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Na última quinta-feira (29), chegou ao Brasil o primeiro lote de vacinas da Pfizer, com um total de 1 milhão de doses. Na sexta-feira (30), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) disponibilizou mais 6,5 milhões de doses. Para maio, a Fundação prevê o fornecimento de 21,5 milhões de doses. No mesmo dia, o Instituto Butantan antecipou a entrega de 600 mil doses da CoronaVac, parte de um novo lote de 5,4 milhões de vacinas. Segundo o Butantan, a liberação estava prevista para o dia 03 de maio.

A entrega das vacinas chega em um momento em que ao menos nove capitais tiveram que paralisar a vacinação devido à falta de vacinas.

De acordo com levantamento da Agência CNN, faltam vacinas em Campo Grande, Porto Velho, Porto Alegre, Aracaju, Natal, Maceió, Recife, Macapá e Goiânia.

Além das vacinas da Covax, na segunda-feira (3), começará a distribuição de 1 milhão de doses da vacina da Pfizer nas capitais brsileiras. A quantidade de imunizantes que irá para cada cidade ainda está sendo discutida pelas autoridades.

Sobre o consórcio

As primeiras doses do consórcio foram recebidas no dia 21 de março, quando foram entregues mais de 1 milhão de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca. O acordo do Brasil com o consórcio, que é uma iniciativa liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), prevê mais de 42 milhões de doses neste ano.

O consórcio Covax Facility é um esforço global da Coalizão para Promoção de Inovações em prol da Preparação para Epidemias (Cepi), da Aliança Mundial para Vacinas e Imunização (Gavi), do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

CNN Brasil

Depoimento de Mandetta preocupa Planalto

A gente se preparou para um vírus lento', diz ex-ministro Mandetta - Jornal  O Globo

Servidores da Casa Civil, Secretaria de Governo, Secretaria-Geral e Secom fazem um pente-fino na gestão de Luiz Henrique Mandetta para municiar senadores governistas no depoimento do ex-ministro, marcado para terça, na CPI da Covid.

Segundo a Folha, a estratégia é concentrar questionamentos sobre suas ações na Saúde e evitar que ele se torne um comentarista político sobre a atuação de Jair Bolsonaro na pandemia após sua saída do cargo.

“O ex-ministro e o atual devem responder sobre seus períodos no ministério. Quando estava à frente, como fez? Qual o resultado?”, disse ao jornal o senador Marcos Rogério (DEM-RO), que integra a tropa de choque governista na comissão.

O antagonista

STF invalida medidas do decreto de Natal que são incompatíveis com o decreto estadual

Ministro Alexandre de Moraes é diagnosticado com Covid-19, informa STF |  Política | G1

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes suspendeu neste sábado (1) as medidas do mais recente decreto municipal de Natal no combate à Covid-19 que são incompatíveis com as medidas do decreto do governo do Rio Grande do Norte. Dessa forma, o decreto estadual se sobrepõe ao decreto municipal e deve ser o cumprido na capital potiguar.

Assim, o ministro também anulou a decisão judicial do desembargador Cláudio Santos, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, que havia autorizado o consumo de bebidas alcóolicas em bares e restaurantes em Natal e aulas presenciais para escolas de ensino médio- medidas que constavam apenas no decreto do município. Com o reestabelecimento do decreto estadual, esses dois pontos estão proibidos.

Também segue mantido o toque de recolher aos domingos e feriados, de acordo com o que determina o decreto estadual.

O pedido de suspensão da decisão da Justiça do RN e das medidas do decreto municipal foi protocolado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) na sexta-feira.

Na liminar, o ministro cita que suspendeu a decisão do TJRN “na parte em que confronta com o Decreto Estadual nº 30.490/2021 relativo ao enfrentamento da pandemia” e também suspendeu parcialmente o decreto municipal “no que for incompatível com as medidas restritivas fixadas no referido decreto estadual, até decisão final da presente reclamação”.

Para a decisão, o ministro Alexandre Moraes levou em conta que, no enfrentamento à pandemia, todos os entes federativos possuem competência para legislar, entretanto, terá prevalência aquele ato normativo com medidas restritivas desde que embasadas em parecer científico.

O decreto do RN é válido até 12 de maio e o toque de recolher ocorre das 22h às 5h, de segunda a sábado. Aos domingos e feriados, há toque de recolher integral – durante todo o dia – com exceção para restaurantes, que podem abrir das 11h às 15h.

G1RN

Cliente encontra rã em salada de restaurante no RN e imagem viraliza nas redes sociais

Cliente encontra rã em salada de restaurante em Natal e cena viraliza na internet.  — Foto: Cedida

A cliente de uma rede de restaurantes encontrou uma rã em meio à salada que pediu no estabelecimento, na última quinta-feira (9), em Natal. A imagem do animal no prato ganhou as redes sociais e viralizou.

Somente no perfil da mulher, que compartilhou a cena com amigos nas redes sociais, foram mais de 5 mil visualizações e centenas de mensagens. Mas a imagem foi compartilhada por vários perfis no Rio Grande do Norte.

A estudante de publicidade Melissa Torres, de 26 anos, contou ao G1 que foi ao restaurante com o marido, o filho e um casal de amigos, com a filhinha deles, para jantar.

Junto com a amiga, ela decidiu pedir uma salada, e já estava comendo quando encontrou o animal no prato, sem vida.

“Foi bem assustador, bem nojento. Eu fiquei muito mal de madrugada. Não quis comer mais nada, fiquei de jejum praticamente 24 horas. Nunca tinha passado por isso”, contou.

Em nota, o restaurante afirmou que procurou a cliente, pediu desculpas pela situação e disse que os pratos do menu são preparados com ingredientes frescos, com rigoroso processo de seleção de fornecedores.

“Nós da Bloomin’ Brands, grupo detentor da marca Outback Steakhouse, informamos que lamentamos muito o ocorrido. Entramos em contato com a cliente, conversamos e a situação foi resolvida. Combinamos uma nova visita para que a consumidora possa conhecer todos os nossos procedimentos. Gostaríamos de esclarecer que todos os pratos do nosso menu são preparados diariamente pela nossa equipe, dentro do próprio restaurante, com ingredientes frescos”, afirmou a empresa, na nota.

“Temos um rigoroso processo de seleção de fornecedores para garantir o frescor dos itens. Também seguimos um rigoroso processo de higienização e controle de qualidade, o que se reflete na excelência e no alto padrão dos nossos alimentos. Em 24 anos de atuação no Brasil, temos um compromisso histórico com nossos clientes, além do compromisso com os procedimentos que buscam garantir uma excepcional experiência ao consumidor”, concluiu.

Repercussão

Após a repercussão nas redes sociais e a conversa com o restaurante, a estudante afirmou que o caso estava encerrado. Apesar disso, ela ganhou centenas de seguidores nas redes sociais e afirmou que foi reconhecida até mesmo no supermercado, por causa da história.

“Ontem eu fui no supermercado tinha um monte de gente olhando pra mim, apontando, mostrando o celular. Eu percebi que me reconheceram. Fiquei surpresa com a repercussão”, relata a estudante, que, apesar da fama repentina, não quer passar pela situação novamente.

G1RN

Renan desiste de pedir ao STF inquéritos sobre fake news e atos antidemocráticos

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) desistiu, por ora, de pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) acesso a dois inquéritos que investigam aliados do governo Bolsonaro, o das fake news e o dos atos antidemocráticos. Embora os requerimentos de compartilhamento das investigações já constem como aprovados pela CPI da Pandemia, Renan, relator da Comissão Parlamentar de Inquérito, decidiu recuar da estratégia, em acordo com o grupo que forma a maioria do colegiado.

CNN apurou que pesaram para a decisão de Renan dois pontos específicos: o fato de que a CPI precisa demonstrar objetos específicos de conexão dos inquéritos com a apuração do Senado, o que é tido como inexequível neste início de trabalhos da comissão, e, acima de tudo, a avaliação de que não é momento de o Supremo ser colocado no debate da CPI da Pandemia. Até porque os dois inquéritos têm apoiadores do presidente Jair Bolsonaro como os principais alvos.

De acordo com aliados de Renan, a proposta deve ficar, por enquanto, em banho-maria e a ideia é que, antes de decidir pelo pedido de compartilhamento, a cúpula da CPI se reúna com o ministro Alexandre de Moraes, relator dos dois inquéritos no Supremo, para debater a viabilidade da requisição.

A avaliação inicial de Renan era a de que o compartilhamento do inquérito das fake news poderia elucidar se houve apoio financeiro de grupos já investigados pelo Supremo na disseminação de notícias que incentivam o uso de remédios não comprovados cientificamente no tratamento da Covid-19. Com os dados do inquérito dos atos antidemocráticos, a perspectiva era a de encontrar relações com incentivo a manifestações que possam ter propiciado, propositadamente, a propagação do vírus.

CNN Brasil

Dinarte Diniz se apossa da cadeira de prefeito de Carnaubais e deixa Marineide “chupando o dedo”

O chefe do gabinete civil do município de Carnaubais e esposo da prefeita Marineide Diniz, na primeira oportunidade de ir a público, já mostrou sua ambição “traiçoeira” pela posição que sua esposa ocupa.

Dinarte Diniz que já exerceu o cargo de vice prefeito em Assú, nunca negou a ninguém o seu desejo de ser prefeito, seja lá de qual cidade for, por isso, instalou diversos postos nas cidades circunvizinhas do vale, e a primeira que desse oportunidade, com certeza, ele não perderia tempo e entraria em campo para pegar carona nas lideranças locais.

Na cidade de Carnaubais ele pegou carona na liderança do ex-prefeito Zenildo Batista, e foi candidato em 2012, sendo derrotado para o então prefeito Luizinho Cavalcante. Não contou conversa e já se arquitetou e pegou carona com o Dr Thiago que na época, conseguiu emplacar sua esposa como vice.

Dr Thiago com a candidatura de reeleição abalada, Dinarte resolve ser candidato e numa reviravolta da justiça com afastamento do prefeito e Marineide assumindo a prefeitura no segundo tempo, obteve sua vitória.

Mas Dinarte queria mesmo era ser prefeito e não chefe do gabinete civil, por isso, quando teve uma reunião ontem com o prefeito Reno Marinho de São Rafael, não contou conversa e parece que excluiu a prefeita da reunião e mostrou toda a sua inveja por não assumir aquela tão sonhada cadeira de prefeito e deixa a esposa “chupando o dedo”, ou seja, ficar com vontade de ir para a reunião e o marido não deixar.

Dinarte Diniz deve tá se corroendo por dentro, pois a prefeita de fato é Marineide e não ele, e ainda acumula derrotas por causa da rejeição a seu nome.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: