Projeto Sexta Cultural com Arte na Praça é resgatado pela Prefeitura de Carnaubais

Em noite memorável, nesta sexta-feira, 30, o município de Carnaubais retomou o projeto “Sexta Cultural com Arte na Praça”, valorizando os artistas locais e de cidades vizinhas.

Grupo de dança, teatro, emboladores, cordelistas, músicos, artesãs, repentistas, escritores e pintores mostraram sua produção artística, na primeira edição de 2020. O evento acontecerá sempre na última sexta-feira do mês.

Para o Secretário Municipal de Cultura, Matias Oliveira, que também é músico e professor, o projeto renasce para abrir espaço para os artistas e despertar novos talentos em Carnaubais e na região.

Com um bom público na Praça Santa Luzia, o evento foi prestigiado pela Prefeita Marineide Diniz, secretários da gestão municipal e por jovens artistas da cidade e região. A aceitação do público deu o termômetro do sucesso da programação cultural que está de volta para ficar no calendário de eventos do município.

BOMBA: Operação do Ministério Público e Polícia Militar em Paraú

Maria Olimpia é eleita prefeita de Paraú — Foto: Hugo Andrade/Inter TV Costa Branca

As informações que chegam ao Blog do VT, é que o ministério público com apoio da policia militar está na casa da prefeita Maria Olímpia e na prefeitura, realizando uma operação de busca e apreensão.

Até o momento não se tem muita informação, pois a operação ainda está em andamento, e a cidade está fechada. Em breve mais informações.

Na reta final, Obama tira as luvas e assume protagonismo na campanha de Joe Biden

Na reta final, Obama tira as luvas e assume protagonismo na campanha de Joe  Biden - Jornal O Globo

Dois eventos prometem provocar arrepios no presidente Donald Trump neste sábado de Halloween nos Estados Unidos: os comícios que Joe Biden e o ex-presidente Barack Obama farão no decisivo estado do Michigan. Será a primeira vez nesta campanha que Obama estará lado a lado do candidato democrata, em um esforço final para usar toda a sua popularidade e energizar a base democrata a votar em seu antigo vice, o que pode acabar sendo decisivo.

Político mais bem avaliado do país, Obama entrou de forma incisiva na campanha apenas na etapa decisiva, faltando 12 dias para o fechamento das urnas. Porém, desde muito antes, ele estava muito mais ativo em suas redes sociais — falando aos seus 124 milhões de seguidores no Twitter, mais que a soma de Trump (87,3 milhões) e Biden (11,7 milhões) — do que esteve em 2016, quando a liturgia do cargo freou sua atuação como cabo eleitoral de Hillary Clinton. Agora, seu carisma tem gerado resultados.

— Eu acho que Obama fez uma boa escolha quando trouxe Biden como vice-presidente. O fato de eu estar apoiando Biden agora tem muito a ver com ele ter sido vice de Obama — afirmou a farmacêutica Jasmine Smith, 29 anos, que mesmo já tendo votado de forma antecipada, tentava, pelas frestas de uma grade, ver o comício que o ex-presidente fez em Orlando na quarta-feira.

Os eventos de hoje, no moderno estilo de ‘drive-in’ por causa da pandemia do novo coronavírus, visam energizar eleitores que levaram Obama à Casa Branca em 2008 e 2012, mas que não se animaram a votar em Hillary. Atuando nos estados que elegeram Trump por pequena margem em 2016, Obama tem atraído inclusive protestos de trumpistas aos eventos que participa, o que comprova a força política do ex-presidente.

Leia maisNa reta final, Obama tira as luvas e assume protagonismo na campanha de Joe Biden

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: