Instituto Favorito do deputado George tem pesquisa suspensa em São Paulo do Potengi por inconsistências

O instituto SETA, preferido do deputado George Soares para divulgar pesquisas na cidade do Assú, realizou pesquisa em São Paulo do Potengi, e A Justiça da Oitava Zona Eleitoral, acatou pedido da Coligação “A RECONSTRUÇÃO É AGORA”, que tem como candidato à majoritária, EUGÊNIO PACELLI ARAÚJO SOUTO, no sentido de SUSPENDER a divulgação da pesquisa eleitoral do Instituto Seta e do Blog do BG.

Os motivos da suspensão foram, dentre outros, a escolha aleatória de menos de 25 % das áreas componentes da zona rural do Município, implicando em “estratificar de forma inadmissível a representatividade do eleitorado, podendo “conduzir a resultados divergentes e fora da margem de erro estabelecida”, diz a decisão.

Trocando em miúdos, foram observadas outras diversas inconsistências como a utilização da base de dados do cadastro eleitoral de 2018, que, segundo a decisão, “pode gerar inconsistências insanáveis na análise técnico-estatística, já que toma por piso um número total de eleitores inferior ao atualmente existente, mais precisamente 639 (seiscentos e trinta e nove) eleitores a menos, quantitativo superior, inclusive, ao montante dos pretensos entrevistados.

A pesquisa, destinada a coletar preferências dos eleitores para os cargos de prefeito e vice-prefeito limitou-se a efetuar o trabalho na zona rural do Município, usando uma base de dados desatualizada do cadastro eleitoral do mês de julho de 2018.

A Justiça Eleitoral entendeu que, realmente, diversos requisitos deveriam ter sido observados, sobretudo os requisitos exigidos pela Resolução TSE 23.600/2019, o que não ocorreu na coleta de dados da referida pesquisa.

O número de entrevistados na pesquisa seria de 440 eleitores, utilizando dados desatualizados, isto é, não condizentes com a realidade do eleitorado.

Fonte: A Trombeta news

Facebook já recebeu R$ 8,7 milhões de candidatos para impulsionar campanhas; Covas lidera repasse

Seja por repasses diretos, seja através de subcontratadas, o Facebook é a empresa que mais faturou com as eleições municipais nestas três primeiras semanas de campanha, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Até esta quarta-feira, 21, 3.144 candidatos de todo o País haviam declarado gasto de R$ 8,7 milhões com impulsionamento de propaganda na internet para a rede social norte-americana. No topo da lista, está o candidato à reeleição para a Prefeitura de São Paulo, Bruno Covas (PSDB).

O tucano  declarou à Justiça Eleitoral um gasto de R$ 200 mil para que a rede social exibisse suas mensagens para mais pessoas. Sua campanha confirma ter feito tal compra, mas afirma que nem todos os recursos já foram gastos e que, no decorrer da campanha, parte desse valor poderá não ser utilizado.

O Facebook permite que anunciantes modulem os anúncios que querem espalhar para grupos específicos. É possível escolher se o objetivo é que mais homens ou mais mulheres vejam a mensagem, de qual faixa etária específica, ou de determinados gostos. Um usuário da rede que, por exemplo, passa mais tempo vendo fotos do cães e curte páginas de proteção à espécie é mais propenso a receber anúncios de pessoas que escolheram atingir amantes de cachorros.

Leia maisFacebook já recebeu R$ 8,7 milhões de candidatos para impulsionar campanhas; Covas lidera repasse

Projeto de incentivo à Economia Criativa é aprovado na Comissão de Educação

A instituição da Política de Incentivo à Economia Criativa no Estado foi uma das treze matérias discutidas e aprovadas na reunião da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Social, realizada na manhã desta quinta-feira (22), no plenário das Comissões Permanentes da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

De iniciativa do deputado Hermano Morais (PSB) e relatado pelo presidente da Comissão, deputado Francisco do PT, o Projeto define os princípios norteadores e objetivos do incentivo. Considera Economia Criativa os ciclos de produção individual ou coletivo, de distribuição, circulação, consumo e fruição de bens e serviços oriundos dos setores cujas atividades produtivas que visem exclusivamente à criação de produtos, bens ou serviços de valor cultural, intelectual, social e artístico.

“Fomentar a Economia Criativa é de suma importância no cenário do desenvolvimento econômico, social e cultural do Rio Grande do Norte, tendo em vista sua potencialidade turística e concentração de diversas culturas e costumes, tanto em âmbito nacional, como internacional”, justifica o autor da propositura que agora vai ao Plenário da Assembleia Legislativa para a votação final.

Um Projeto de Lei, de autoria do deputado Kleber Rodrigues (PL), que dispõe sobre o fornecimento de merenda escolar diferenciada para os alunos com diagnóstico de diabetes 1 e 2 e doença celíaca, nas escolas da rede pública do Estado, foi baixado em diligência para a solicitação de informações sobre o impacto financeiro e orçamentário.
Participaram da reunião os deputados Francisco do PT, Eudiane Macedo (Republicanos) e Hermano Morais.

Angicos: a pedido do MP Eleitoral, Justiça declara inelegível vereadora investigada na operação Combustão II

Vereadora Nataly da Cunha Felipe de Souza (PSDB) teve registro de candidatura à reeleição indeferido
A pedido do Ministério Público Eleitoral, a vereadora de Angicos Nataly da Cunha Felipe de Souza (PSDB) teve o registro de candidatura à reeleição indeferido, bem como foi declarada inelegível para as Eleições 2020. Ela foi presa em flagrante no dia 1º de setembro passado durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão da operação Combustão II, deflagrada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN). A decisão da impugnação é do Juízo da 18ª Zona Eleitoral de Angicos.
Na impugnação, o MP Eleitoral demonstrou que a vereadora nunca deixou de exercer o cargo de secretária municipal de Saúde. Prova disso é que, durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão da operação Combustão II, foram localizados, na residência dela, papéis que revelam ordens e anotações relacionadas ao cargo, bem como o controle dos atos da secretária nomeada em seu lugar e das ações de combate à atual pandemia. A vereadora, ainda, continuou controlando o fornecimento de combustíveis à Prefeitura.

Leia maisAngicos: a pedido do MP Eleitoral, Justiça declara inelegível vereadora investigada na operação Combustão II

Estudo estima que São Paulo já teve mais de 2 milhões de infectados com coronavírus

Estudo que analisa a prevalência de anticorpos para o coronavírus Sars-CoV-2 na cidade de São Paulo estima que 26,2% da população adulta da capital, ou pelo menos cerca de 2,2 milhões de pessoas, já se contaminou com o vírus causador da covid-19.

O mapeamento, conduzido em uma parceria de pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e do Grupo Fleury com o Ibope Inteligência, está em sua quarta fase de análise e confirma uma tendência que já tinha aparecido anteriormente. O vírus – que continua se espalhando pela cidade, apesar de em velocidade menor – afeta desproporcionalmente negros e pardos, os mais pobres e os que têm menos escolaridade.

A chamada soroprevalência da população pôde ser inferida a partir da análise laboratorial de amostras de sangue de 1.129 pessoas de 18 anos ou mais feita no início do mês. O resultado aponta uma alta de casos em relação à etapa anterior da pesquisa, do fim de julho, que havia detectado a presença de anticorpos em 17,9% das amostras. Isso indica que cerca de 700 mil adultos foram infectados na cidade em pouco mais de dois meses.

Leia maisEstudo estima que São Paulo já teve mais de 2 milhões de infectados com coronavírus

José Dias diz que governo estadual não dá continuidade às obras da gestão passada

Citando como exemplos de obras paralisadas de um ginásio no município de Jundiá e a Biblioteca Câmara Cascudo, em Natal, o deputado José Dias (PSDB) criticou o Governo do RN pela descontinuidade de obras da gestão passada. O deputado afirmou que as obras e as dívidas são do “Estado” e não do gestor.

“O ginásio de Jundiá iniciado na gestão passada tem valor de R$ 310 mil, o contrato foi feito não com o governador anterior, essa dívida é do Estado e isso tem uma implicação muito difícil, porque há um discurso falacioso de que a governadora é a ´mãe da educação e da sabedoria` no Brasil, mas está se portando como uma madrasta”, criticou o deputado.

Quanto à biblioteca, o deputado ressaltou que se trata de um equipamento social de grande importância para a sociedade. “O problema da Biblioteca Câmara Cascudo está se arrastando também, é uma obra de grande importância, tanto educativa quanto cultural”.

José Dias afirmou que toda a comunidade escolar está prejudicada. “Os alunos poderiam estar recebendo o benefício e os empresários que contrataram com a prefeitura estão em dificuldade porque fizeram um investimento e o atual governo só liberou R$ 40 mil e falta liberar R$ 210 mil”, disse.

O parlamentar também afirmou que diante dos “alardes de sucesso de arrecadação” que o governo está anunciando, o valor não representa muito. “Isso é a comprovação de que o discurso é de pura falácia, só sabem condenar os outros e quando chegam no poder desaparecem do cumprimento do dever’, afirmou.

Ezequiel solicita segurança para interior do RN à cúpula da secretaria estadual

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB) esteve reunido com a cúpula da gestão de segurança pública do Rio Grande do Norte, nesta quinta-feira (22), onde fez o apelo em nome de prefeitos de todas as regiões do Estado para que ocorra o quanto antes operações estruturadas para o combate as quadrilhas que estão atuando no interior do estado e gerando sensação de insegurança.

“Para tanto já estamos requerendo o incremento de viaturas para reforçar as ações da Patrulha Rural que precisa, neste momento, de mais apoio e equipamentos para fazer frente às ocorrências que têm assustado o agropecuarista, sem excluir esta ou aquela região”, disse Ezequiel Ferreira, em reunião com o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Francisco Araújo, com o secretário adjunto, Osmir Monte, com o comandante da Polícia Militar, coronel Alarico e com o subcomandante da PM, coronel Mendonça.

Para Ezequiel a Polícia Civil e a Polícia Militar têm total condição operacional para enfraquecer poder de ataque da bandidagem no interior do Estado. “É preciso impedir assaltos nas propriedades rurais, ações de quadrilhas criminosas que invadem cidades para assaltar agências, postos e correspondentes bancários e alguns bandos que cercam rodovias para ataques a carros-fortes”, pontuou Ezequiel Ferreira.

Durante a reunião a cúpula de gestores da Segurança Pública fez a entrega de um Portfólio de Projetos organizado pela assessoria parlamentar da Polícia Militar do Rio Grande do Norte. Segundo o comandante geral da Polícia Militar, coronel Alarico, o propósito é orientar a captação de recursos oriundos de emendas individuais e de bancada para o ano de 2021. São ações alinhadas aos programas propostos pela Secretaria Nacional da Segurança Pública (Senasp), órgão integrante do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

SEM CONSIDERAÇÃO: Deputado George Soares faz o primo Lula Soares de fantoche

O deputado George Soares, gosta mesmo é de mandar e não tem nenhum respeito por ninguém. Além de tornar seu irmão um fantoche, transformou também seu primo, o coordenador da campanha no papel, Lula Soares, em mais um mero fantoche.

Segundo informações que chegam ao Blog do VT, houve uma reunião entre o eleitoral e coordenadores e representantes dos partidos, para se chegar a um consenso sobre movimentações políticas que seriam permitidas ou proibidas.

Na reunião já houve um mal estar pois nada que se perguntava Lula sabia responder, tinha que ficar trocando mensagens com o deputado fominha George, e nisso, foi sugerido que ele participasse remotamente já que ninguém ali tinha autonomia para tomar nenhuma decisão.

Um dos pontos discutidos foi que em face a pandemia que vivemos, que a campanha ficasse restrita a visitas e não fosse permitido comícios, arrastões ou carreatas, e a coligação que prega o “amor” pelo povo do Assú, liderada pelo deputado George Soares, se recusou a concordar com essa restrição.

E assim, a coligação do prefeito Gustavo Soares mostra o quanto há mentira em seus discursos de amor e zelo pelo povo e pela cidade do Assú, e provou todo o seu desrespeito as pessoas que tomam de conta de sua campanha, já que George não confia no primo e não permite que ele decida por conta própria sobre nenhuma decisão.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: