Allyson Bezerra solicita cronograma de etapas e convocação dos suplentes do Concurso de Bombeiros 2017

O deputado estadual Allyson Bezerra (SDD) solicitou ao Governo do Estado a viabilização do cronograma, bem como a convocação dos suplentes do Concurso de Bombeiros 2017. Em requerimento, o parlamentar destaca que os suplentes aptos ao Curso de Formação do Corpo de Bombeiros pedem o cronograma do concurso com as datas das etapas, além da convocação mediante conclusão de todas as fases do concurso público.

“O efetivo atual do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte apresenta aproximadamente 680 bombeiros militares. Mediante aprovação de Lei complementar n°230 de 22 de março de 2002, o efetivo deveria ser de 1.065 bombeiros militares, diante disso vemos a necessidade da convocação dos suplentes no concurso citado para atuação em defesa da população do Rio Grande do Norte”, justifica.

As etapas que estão sem data são: avaliação médica e odontológica, exames de avaliação de condicionamento físico e avaliação psicológica. Todas previstas em edital e necessárias para provimento de vagas no concurso para Soldado Bombeiro Militar, realizado em 21 de maio de 2017.

“Me dói muito o que ocorre no Brasil”, diz ex-presidente Nobel da Paz

Ganhador do Prêmio Nobel da Paz em 2016, o ex-presidente da Colômbia Juan Manuel Santos (2010-2018) fez duras críticas ao governo de Jair Bolsonaro em entrevista publicada nesta segunda-feira (27) pelo Estadão. Para ele, o populismo de direita de Bolsonaro prejudica muito o Brasil e toda a América Latina.

“Me preocupa muito, me dói muito como latino-americano o que ocorre no Brasil. O que Bolsonaro faz sobre o meio ambiente e a ordem internacional multilateral, no longo prazo, prejudicará toda a América Latina. A pandemia mostra que falar e atuar só com base na intuição e na ideologia não traz bons resultados”, afirmou o colombiano, que abraçou a causa ambiental desde que deixou a presidência de seu país.

Na visão de Santos, o negacionismo de Bolsonaro e do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, em relação às mudanças climáticas criará grandes problemas econômicos para o Brasil.

Leia mais“Me dói muito o que ocorre no Brasil”, diz ex-presidente Nobel da Paz

Projeto de Kleber Rodrigues sugere aplicativo para facilitar denúncias de crimes no RN

O Rio Grande do Norte poderá ganhar um aplicativo específico para a denúncia de crimes e irregularidades por parte da população às autoridades de Segurança do Estado. O deputado Kleber Rodrigues (PL) apresentou um projeto que lei n Assembleia Legislativa que visa determinar o desenvolvimento e utilização do aplicativo que, para ele, poderá fazer a diferença na segurança do potiguar.

Pelo projeto, o Estado ficará responsável pelo desenvolvimento de um aplicativo de celular gratuito e de fácil visualização para recebimento de denúncias de crimes e de irregularidades junto aos órgãos da Segurança Pública do RN. Nele, o denunciante cadastrado poderá acionar uma função que, em uma eventual situação de emergência, terá as opções de tirar fotos ou gravar áudios/vídeos com duração de até 30 segundos relatando o evento. O deputado sugere a disponibilização do aplicativo em todas as plataformas de celulares.

Na proposta, fica autorizado ao Poder Executivo firmar convênios, contratos e termos de cooperação com órgãos e entidades afins para a implantação e o cumprimento da lei. Além disso, também fica estabelecido que o aplicativo garanta o anonimato do denunciante e não emita nenhum tipo de registro de chamada ou sinal que comprometa o denunciante. O aplicativo, inclusive, tem que ter alternativas para garantir o uso de pessoas com deficiência.

“A segurança pública é um dever do Estado e um direito de todos os cidadãos potiguares para a preservação da ordem pública. A medida reduzirá os números de trotes recebidos pelos órgãos da segurança pública, uma vez que terá controle sobre os dados dos denunciantes podendo rastrear o telefone pelo qual foi realizada a comunicação. Além disso, almejamos que com esse recurso tecnológico poderá ser assegurada maior agilidade no atendimento das chamadas. A proposta visa conceder mais um canal de denúncia no âmbito do nosso Estado”, explica o deputado.

A proposta vai tramitar nas comissões técnicas da Casa, onde será analisada a constitucionalidade e o mérito da proposta. Caso avance, seguirá para votação em plenário.

Ezequiel Ferreira solicita carros fumacê para região Central e Salineira do RN

Em meio a atual crise de saúde pública causada pela pandemia do coronavírus, há ainda uma antiga preocupação que assusta aos potiguares: o mosquito Aedes aegypti, inseto transmissor da dengue, zika e chinkungunya. Para ajudar a combater as doenças, o deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, solicitou o envio de carros fumacê para os municípios de Angicos, Macau e Guamaré.

Em requerimento endereçado a governadora Fátima Bezerra (PT) e ao secretário estadual de Saúde Pública, Cipriano Maia, o parlamentar pede a realização de um estudo de viabilidade para que os veículos sejam encaminhados a estas localidades.

Na justificativa, Ezequiel argumenta que o carro fumacê é uma das mais importantes formas de combate ao mosquito, já que a fumaça de inseticida é espalhada pelas ruas e residências afim de tentar controlar a proliferação do inseto.

“Em tempos de pandemia pela Covid-19, surge a preocupação de controle a essas arboviroses, que os sintomas tanto se confundem com os do coronavírus. Além disso, a proliferação do mosquito se dá com maior intensidade nesses períodos de calor e chuva”, alerta Ezequiel.

Janeayre: ‘O governo quer fazer caixa com a fome dos servidores públicos’

*Por Maricelio Almeida – Repórter do JORNAL DE FATO

Presidente do Sinsp/RN afirma que a reforma da previdência da governadora Fátima Bezerra é mais duro do que a reforma do presidente Jair Bolsonaro. Em entrevista ao Cafezinho com César, a sindicalista diz que o governo do RN quer tirar direitos

As próximas três sessões da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) serão decisivas para aprovação ou não da PEC da reforma da Previdência estadual. O Governo corre contra o tempo para tentar aprovar a matéria remotamente e alega que a urgência se dá em virtude de prazo previsto em portaria assinada em novembro de 2019 pelo então secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, hoje ministro do Desenvolvimento Regional.

Na batalha de informações, números e percentuais, o Governo afirma que será obrigado a aplicar, caso a reforma não seja aprovada até 31 de julho, as alíquotas estabelecidas na reforma federal. As categorias que integram o Fórum Estadual de Servidores Públicos contrargumentam que essa é uma “inverdade” propagada pela gestão Fátima e que, mesmo se houvesse essa obrigatoriedade, a reforma implantada pelo presidente Jair Bolsonaro é menos “cruel e perversa” do que a do governo da professora Fátima Bezerra (PT).

Sobre esse assunto, a seção “Cafezinho com César Santos” entrevista esta semana a presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do Estado do Rio Grande do Norte (SINPS/RN), Janeayre Souto. Acompanhe.

As duas últimas semanas foram marcadas pela ausência dos deputados da base da governadora nas sessões da Assembleia. A estratégia busca evitar a rejeição em plenário da PEC da Previdência. Como o Fórum tem se mobilizado desde a apresentação da reforma para combater a aprovação dessa matéria, nos termos que ela foi construída?

Em dezembro de 2019, o Fórum Estadual apresentou uma série de contraposições à reforma. No dia 17 de janeiro deste ano, o governo disse não a todas essas proposições do Fórum, inclusive, parte dos secretários deixou bem claro, o senhor Raimundo Alves, chefe da Casa Civil deixou bem claro para os dirigentes do Fórum: quem fosse contrário poderia ir embora e não precisava mais voltar para esse debate, foi quando nos ausentamos do debate. A governadora ao se pronunciar, em 4 de fevereiro, numa reunião com os cargos comissionados, secretários e alguns deputados da base aliada disse que estava aberta ao diálogo, ao debate sobre as alíquotas, a taxação dos servidores aposentados, tempo de serviço e alguns outros pontos da reforma, a partir daí o Fórum passou a dizer que só dialogava com a governadora, já que os secretários escolhidos para dialogar sobre essa PEC da morte, disseram não as proposições do Fórum. Até agora a governadora tem se negado ao debate, daí a gente passou a dialogar com os deputados.

Leia maisJaneayre: ‘O governo quer fazer caixa com a fome dos servidores públicos’

Vice-prefeito de Ipanguaçu é um dos nomes fortes do PSDB na região do Vale do Açu

Odontólogo Thales Marinho tem 37 anos e ideias novas para fortalecer município entre os 35 maiores do Estado

Ipanguaçu também está nos planos do PSDB potiguar. Cidade com quase 16 mil habitantes, Ipanguaçu hoje está entre os 35 maiores municípios do Rio Grande do Norte. A importância geográfica para a região do Vale do Açu também desperta interesse do PSDB, que vem crescendo e atraindo nomes jovens e com novas ideias. O odontólogo Thales Marinho, vice-prefeito é o pré-candidato da sigla para as Eleições 2020.

A maior parte da população de Ipanguaçu, ou seja, quase 9 mil habitantes residem em assentamentos, distritos e comunidades rurais. Por isso que Thales Marinho tem planos também para desenvolver essa parte da cidade. “Tenho o sonho de olhar para uma Ipanguaçu mais justa, de pleno emprego e oportunidades para seus filhos. Nesses últimos anos, tenho feito o que gestores responsáveis e comprometidos com nosso futuro devem fazer. Estudado, buscado alternativas e me cercando de pessoas da cidade para ouvir suas ideias. Não existe mágica, existe responsabilidade. Acredito que a mudança se faz mantendo a palavra. E a esperança se faz tendo atitude”, explica o jovem, que reúne forças para enfrentar o desgaste do prefeito Valderedo Bertoldo.

Nos últimos dias, Thales Marinho também teve sua primeira vitória. Ele se recuperou em 16 dias da Covid-19. Distante de casa, das pessoas que ama e da cidade. “Retorno para o meu aconchego curado depois de receber tanto apoio, carinho e amor dos familiares, amigos e de todo o povo de Ipanguaçu”, comentou em suas redes sociais.

Ipanguaçu tem uma pandemia forte. De acordo com o último Boletim Epidemiológico da Prefeitura, o município teve 10 mortes e 171 casos confirmados. 85 pessoas foram consideradas suspeitas. “Já enfrentei tantos desafios, que hoje eu não desisto de tentar, pelo contrário, busco sempre forças para se superar. Na minha trajetória política e profissional foi assim, e agora diante da pandemia onde a luta é contra um inimigo invisível, tenho aprendido mais ainda o quanto minha vontade, as ideias que nascem do coração e o desejo genuíno de trabalhar pelo bem comum podem mudar a realidade das pessoas”, comentou Thales Marinho.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: