PSDB RN entra na fase final de ouvir pré-candidatos para debater formatos de campanha em 2020

O PSDB Potiguar vai promover lives em redes sociais com técnicos jurídicos e profissionais em comunicação de marketing, para debater as novas regras eleitorais e formatos de campanha para as Eleições 2020. Será o primeiro partido do Rio Grande do Norte, após promulgação do Congresso Nacional, da proposta que adia as eleições municipais para novembro, por conta da pandemia do novo coronavírus.

“Tomamos essa iniciativa para colaborar com o crescimento do partido. O PSDB agora tem mais de 50 prefeitos e vice-prefeitos, além de ter triplicado o número de vereadores em todas as regiões do Estado. As convenções serão agora em agosto e setembro, e todos os pré-candidatos do PSDB terão informações e ideias novas para debater de forma que não façam aglomeração, como recomenda às autoridades em saúde”, afirma o deputado Ezequiel Ferreira de Souza, presidente estadual do PSDB.

E o processo de consulta às bases, começou na semana passada e será finalizado até a sexta-feira (10), com debates virtuais através de uma pesquisa online, para receber sugestões e críticas. Todos os pré-candidatos e dirigentes do PSDB RN estão sendo convidados a participar. Essa ação de consultas envolve os municípios da Grande Natal, Agreste, Mato Grande, Seridó, Trairi, Potengi, Central, Alto, Médio e Oeste Potiguar.

Na etapa final, depois do questionário eletrônico, serão colocadas em votação opções de posicionamento do PSDB sobre temas sugestivos para o debate das Eleições 2020. Outra novidade é que a live possa reunir online filiados mais ativos durante essa fase preliminar da campanha. Devido a pandemia e a recomendação para não aglomerar, todos que participarem terão o mesmo peso, seja o filiado, deputado, prefeito, vice-prefeito, vereador ou uma jovem liderança do interior.

Para responder a pesquisa de participação do encontro, o filiado ao PSDB deve acessar o seguinte link:https://forms.gle/86ceuqTYeNpfsMhz9 Os integrantes do PSDB e profissionais que estão envolvidos no trabalho vão avaliar formas de como lidar com uma campanha, que devido a pandemia não poderá ter contato físico, além de aglomerações como passeatas e comícios, caso as cidades estejam em grau acima de recomendados pelas autoridades de saúde.

DA MESMA LAIA: Prefeito de Alto do Rodrigues faz farra com dinheiro e gasta quase 800 mil reais

O prefeito do município do Alto do Rodrigues, Nixon Baracho, que foi ex-presidente da câmara de vereadores, e recebeu a benção do seu “padrinho”, Abelardo Rodrigues, que depois de ter sido condenado e ter o mandato cassado na justiça, entrou em acordo com Nixon, e sinalizou total apoio durante as eleições suplementar em 2019.

Além do apoio, parece que Nixon aprendeu direitinho a fazer uma verdadeira farra com o dinheiro público. O prefeito abriu os bolsos e vai gastar quase 800 mil reais em materiais de construção e elétrico (confira aqui as empresas).

Nixon está agindo igual a “papai noel”, dividiu as licitações para diversas obras, e todas elas realizadas no mês de maio, ou seja, durante a pandemia. Enquanto uns sofrem com falta de medicamento nos hospitais, testes para Covid-19, Nixon está preocupado em gastar dinheiro com coisas que não são essenciais.

Todo mundo sabe que Abelardo nunca foi “flor que se cheire”, e soube ensinar bem a Nixon como repartir o dinheiro e fazer um pipoco. Agora, o município do Alto do Rodrigues pode mostrar a Nixon e ao seu “chefe”, que devem ter mais responsabilidade com o dinheiro público e mudar a trajetória do município nessas novas eleições.

Bispo enquadra padre que criticou Bolsonaro: “Reconhece que se excedeu”

O bispo da Diocese de Limeira, Dom José Roberto Fortes Palau, disse que o padre Edson Adélio Tagliaferro, que criticou Jair Bolsonaro durante uma missa, “reconhece que se excedeu em suas palavras e pede desculpas ao Sr. Presidente da República e a todos que se sentiram de algum modo atingidos”. Tagliaferro é o religioso que chamou Bolsonaro de “bandido” durante a homilia de uma celebração na última quinta-feira. O vídeo viralizou nas redes sociais.

Em nota, o bispo afirmou que “infelizmente” o trecho da homilia “ganhou repercussão midiática pelo uso de palavras inadequadas” em referência ao presidente. Segundo Dom José Roberto, “qualquer opinião pessoal e isolada não representa a posição da Diocese de Limeira”. Ele disse que a Igreja Católica “não se identifica com nenhuma ideologia ou partido político”.

Pároco da Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores, do município paulista de Artur Nogueira, Tagliaferro afirmou ontem (5) que sua fala foi “descontextualizada”, mas ressaltou que havia discutido no dia da missa com uma eleitora de Bolsonaro. “É bom que saibam reconhecer no padre um ser humano que também sofre as incoerências da vida, tem suas lutas interiores e desafios exteriores a enfrentar. Naquele dia específico, eu tive uma conversa acalorada com uma apoiadora do presidente da República. Isso talvez tenha sido decisivo para o ocorrido.”

Leia maisBispo enquadra padre que criticou Bolsonaro: “Reconhece que se excedeu”

Com suspeita de Covid-19, Bolsonaro faz novo teste e já toma hidroxicloroquina

O presidente Jair Bolsonaro está com suspeita de Covid-19. Com febre de 38°C, o presidente vem sentido mal-estar desde sábado e foi ao Hospital das Forças Armadas (HFA) na noite desta segunda-feira para fazer uma ressonância do pulmão. Ao retornar ao Palácio da Alvorada, ele fez um teste para saber se está com coronavírus. Mesmo sem saber o diagnóstico, o presidente já começou a tomar hidroxicloroquina com azitromicina. Não há comprovação científica da eficácia do uso destes medicamentos.

Ele falou rapidamente com apoiadores sobre o tema ao voltar ao Palácio da Alvorada e afirmou que “o pulmão está limpo”. Bolsonaro também disse que vai fazer outro teste para saber se contraiu a Covid-19. O resultado do exame deve sair amanhã.

— Eu vim do hospital agora, que eu fiz uma chapa de pulmão, tá limpo o pulmão, tá certo? Vou fazer um exame de Covid agora a pouco, mas tá tudo bem… — afirmou Bolsonaro, na chegada ao Palácio da Alvorada, por volta das 18h30.

O GLOBO apurou que ele começou a reclamar de cansaço no sábado à noite após voltar de Santa Catarina. No domingo, o presidente continuou se queixando de mal-estar. Sem perceber melhor e com a febre, o presidente decidiu ir até ao HFA.

Leia maisCom suspeita de Covid-19, Bolsonaro faz novo teste e já toma hidroxicloroquina

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: