Covid-19: Mandetta contraria Bolsonaro e reforça urgência de parar o país

Na entrevista de balanço dos 30 dias de casos do novo coronavírus no Brasil, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, contrariou várias vezes o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), dizendo que é preciso aumentar e uniformizar as medidas de isolamento no país.

Além de defender uma uniformidade no isolamento pelo país, Mandetta ainda rebateu o presidente Bolsonaro em ao menos outros três pontos:

Comparação entre Covid-19 e H1n1
Jovens e a doença
Uso da cloroquina

Segundo Mandetta, se todo mundo sair para a rua ao mesmo tempo, faltarão equipamentos para todos. “Seja pro patrão, seja pro empregado”.

“A gente vai ter que contratar aviões para embarcar produtos na China, para sair de lá e trazer para cá. Mais um motivo para as pessoas ficarem em casa. Porque se todo mundo sair ao mesmo tempo, vai faltar equipamentos”, disse o ministro sobre as dificuldades para importar produtos na China, que saiu do isolamento há poucos dias.
Isolamento já abriu vagas em UTI

Mandetta também disse que as medidas de isolamento já estão contribuindo para diminuir a ocupação de leitos de UTI pelo Brasil, pois estão diminuindo o número de acidentes e de leitos ocupados por vítimas de politraumatismo. Segundo o ministro, o Brasil tem um bom número de leitos, mas com taxa de ocupação alta.

“Quando a gente manda parar, diminuem acidentes, diminuem traumas e aumentam leitos de UTI quando precisarmos. Diminuem politraumatizados na UTI e aumenta espaço para os internados por viroses. Ou seja, mais um benefício quando a gente manda parar, além de diminuir a transmissão”, disse.
Vai mostrar exame, se testar positivo

Leia maisCovid-19: Mandetta contraria Bolsonaro e reforça urgência de parar o país

Azul suspende todos os voos para o RN até 30 de abril

Azul vai operar em 27 cidades neste período — Foto: Divulgação

A Azul Linhas Aéreas comunicou nesta sexta-feira (27) que os todos os voos para o Rio Grande do Norte estão suspensos até o dia 30 de abril. Os cancelamentos atingem os aeroportos de Natal e de Mossoró.

A empresa informou que os cancelamentos acontecem “em função das medidas de contenção e quarentena (por conta do novo coronavírus) que estão sendo implementadas em todo o país e que limitam significativamente a mobilidade de clientes, tripulantes e parceiros”. Por isso, a empresa reduziu a sua capacidade de atuação em cerca de 90% até o dia 30 de abril.

Neste período, a empresa vai operar de maneira reduzida, com 70 voos diários para 27 cidades: Campinas (SP), Belo Horizonte (MG), Recife (PE), Belém (PA), Brasília (DF), Cuiabá (MT), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Fernando de Noronha (PE), Fort Lauderdale (EUA), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), Juazeiro do Norte (CE), Manaus (AM), Montes Claros (MG), Orlando (EUA), Palmas (TO), Petrolina (PE), Porto Alegre (RS), Porto Velho (RO), Rio de Janeiro – Santos Dumont (RJ), São Luís (MA), Salvador (BA), Tefé (AM), Tabatinga (AM), Uberlândia (MG) e Vitória (ES).

Leia maisAzul suspende todos os voos para o RN até 30 de abril

Câmara municipal de Jucurutu emite Nota de Pesar pela morte da professora ex-vice-prefeita Luiza Barroso Araújo de Paiva

LUTO: Morre professor de basquete da escola Barão dos Solimões ...

NOTA DE PESAR

O Poder Legislativo de Jucurutu lamenta profundamente a morte da professora Luiza Barroso Araújo de Paiva, fato ocorrido neste dia 28/03/2020.

Luiza Barroso, também atuou na política local, onde foi vice-prefeita neste município, além de secretária chefe de Gabinete da prefeitura!

Aqui ficam os sentimentos da Câmara municipal aos familiares, e o reconhecimento do importante trabalho prestado pela professora Luiza Barroso a educação de Jucurutu.

Trump considera decretar quarentena em Nova York

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou hoje que está considerando a possibilidade de decretar quarentena no estado de Nova York. Ele disse que a decisão deve ser tomada ainda hoje.

Saindo da Casa Branca hoje pela manhã, Trump disse que a medida deve atingir o estado de Nova York, algumas áreas de Nova Jersey e partes de Connecticut.

“Talvez não precisemos fazer isso, mas existe a chance de que decretemos uma quarentena, a curto prazo, duas semanas, em Nova York”, declarou o presidente.

Trump disse conversou com o governador de Nova York, Andrew Cuomo, e acrescentou que a quarentena poderia incluir até restrições de viagens para impedir que pessoas de Nova York levem o vírus para outros estados. “Eles estão tendo problemas na Flórida. Há muitos novaiorquinos descendo para lá, nós não queremos isso”, explicou.

O governador, no entanto, disse que a conversa com o presidente não chegou a tocar nesse assunto. “Eu não sei nem o que isso significa, não sei como pode se decretar legalmente uma quarentena forçada”, disse Cuomo. “Eu não gosto nem de como isso soa”.

Cuomo também anunciou hoje que as primárias democratas de Nova York para a eleição presidencial deste ano que aconteceriam no dia 28 de abril foram adiadas para 23 de junho por conta do novo coronavírus.

“Não acho inteligente trazer um monte de gente para um lugar para votar, muitas pessoas tocando uma maçaneta, muita gente tocando uma caneta”, declarou o governador. “Nós vamos realizar junto com uma outra eleição que já estava agendada para 23 de junho”, explicou.

Outros 10 estados e Porto Rico adiram suas primárias, alguns inclusive abriram votação exclusivamente por e-mail.

Seis municípios no RN têm infectados pelo coronavírus; estado 45 casos confirmados e 1.130 suspeitos Publicação: 2020-03-28 11:15:00

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou o número dos dados confirmados do novo coronavirus (Covid-19) no Rio Grande do Norte. O número saltou de 28 confirmações na sexta-feira (27) para 45, segundo divulgou a pasta na manhã deste sábado (28). São 17 casos a mais do que na sexta-feira (27), o que representa aumento de 60,7%. Ao todo, seis municípios têm casos confirmados e 98 seguem com suspeitos (cinco tiveram todos os casos descartados).

De acordo com a Sesap, dos 45 casos, o maior número continua sendo em Natal, com 22 confirmações. Mossoró contabiliza 14 pessoas infectadas, enquanto Parnamirim tem seis. Macaíba e Monte Alegre, na Grande Natal, e Passa e Fica, na região Agreste, têm um caso cada.

Pelos números apresentados pela Sesap, dos 1.499 casos notificados, 323 já foram descartados, enquanto 1.130 são suspeitos um caso provável aguarda resultado de exame laboratorial. Dos 1.130 casos suspeitos, 29 são de pessoas que não residem no Rio Grande do Norte.

Já com relação aos óbitos investigados, dos quatro, um já teve descartada a possível relação com o novo coronavírus. Os outros três seguem em análise.
*Tribuna do norte

Ivan Júnior mostra como um líder deve se comportar nesse momento de crise


O ex prefeito Ivan Júnior, participou de programa de rádio nesta sexta – feira, e num gesto nobre, estende a mão ao município, trazendo alternativas para que possa ajudar a população, junto com a médica, Dra. Vanessa Lopes, eles tentam tirar dúvidas e ajudar a população carente que mais precisa de cuidado e atenção.

O ex prefeito tem tentado ao lado do deputado Benes Leocádio, articular a emenda de R$ 600 mil reais para aquisição de respiradores, que de inicio servirá para atender pacientes com o COVID-19, e numa outra etapa, servirá para implantação da UTI, cuidar dos pacientes em estado mais grave.

Outra ação que Ivan está articulando junto com o presidente da CDL, João Nogueira, é criar um banco de cadastro para os mototáxis e outros profissionais que possam trabalhar para fazer entregas de delivery, e estimular que a Feira Livre funcione sem aglomerações, com entrega a domicilio. Uma forma de estimular o comércio local, e evitar que entre em colapso mesmo com a crise.

As atitudes do ex prefeito em estar perto da população, e articular com outros segmentos, ações para que o comércio não tenha prejuízo nesse crise, tirar dúvidas das pessoas sobre esse momento de pandemia que vivemos, é realmente, um gesto que todo gestor público deveria ter.

Los Angeles pode igualar Nova York em casos de coronavírus em dias

Os casos de coronavírus em Los Angeles estão aumentando, colocando a região no caminho para ter tantos casos quanto a cidade mais atingida nos Estados Unidos, Nova York, em cinco dias, disse o prefeito Eric Garcetti na sexta-feira, falando de um navio-hospital no Porto de Los Angeles.

O número de casos no condado de Los Angeles subiu 50% na quinta-feira e outros 20% até meio-dia de sexta-feira, para um total de 1.465, afirmou Garcetti em entrevista coletiva com o governador democrata, Gavin Newsom, a bordo do navio.

Se o crescimento seguir no ritmo de quinta-feira, o condado vai igualar os 25.398 casos da cidade de Nova York em cinco dias; se os casos aumentarem na taxa de sexta-feira, levará apenas mais alguns dias para alcançar a metrópole da Costa Leste.

“Nosso modelo está se movendo como esperávamos”, disse Newsom. “Em Los Angeles, eles estão vendo números que os colocam no caminho para ficar alinhados, dentro de uma semana, onde a cidade de Nova York está atualmente.”

Newsom e Garcetti percorreram o U.S.N.S. Mercy Hospital Ship, instalado no Porto de Los Angeles para fornecer mais 1.000 leitos ao sistema médico da região. O navio será usado para casos que não sejam de Covid-19, para que outros hospitais possam aumentar sua capacidade de cuidar de vítimas da doença causada pelo coronavírus.

Leia maisLos Angeles pode igualar Nova York em casos de coronavírus em dias

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: