MEC veta promoção e hora extra em universidades federais

Resultado de imagem para mec

Ministério da Educação (MEC) determinou às universidades e institutos federais de todo o País que não paguem aos professores horas extras, adicional noturno e até aumento de salário por progressão na carreira – ou qualquer ato que resulte no aumento de despesas com servidores ativos e aposentados. Os reitores afirmam que a determinação atinge diretamente as atividades de ensino e pesquisa e pode levar a uma série de ações judiciais, pois fere direitos dos professores e funcionários.

Com isso, elas não podem pagar gratificações, por exemplo, a professores que obtenham um novo título acadêmico, como o de doutorado. Também ficam impedidas de substituir um docente que se afaste por motivos médicos, pois ele continua na folha de pagamentos como inativo.

Leia maisMEC veta promoção e hora extra em universidades federais

Maia dita ritmo e já indica 2020 com parlamentarismo branco fortalecido na Câmara

Resultado de imagem para maia

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), iniciou o segundo ano legislativo sem dar trégua para o governo Jair Bolsonaro, demonstrando que a toada de 2020 deve ser de fortalecimento do parlamentarismo branco que marcou o ano passado.

Em apenas duas semanas, o deputado mostrou que manterá o protagonismo sobre a pauta econômica, capitaneando as discussões sobre as reformas tributária e administrativa.

Maia também vem deixando claro que tem poder para dificultar a vida do governo em algumas situações.

É o caso da desavença com o ministro Abraham Weintraub (Educação), que resultou na perda de validade da medida provisória que trata da carteirinha digital estudantil, com a qual o governo gastou R$ 2,5 milhões em publicidade.

As alfinetadas de Maia ao governo começaram já no discurso durante a sessão solene de abertura dos trabalhos. Nele, Maia frisou a independência do Parlamento. “O Congresso está passando a ocupar um lugar que é seu por direito, como epicentro do debate e da negociação”, disse.

O presidente da Câmara também reafirmou a importância do Orçamento impositivo, mudança constitucional aprovada em 2019 que engessou o poder do Executivo sobre os gastos do governo.

Leia maisMaia dita ritmo e já indica 2020 com parlamentarismo branco fortalecido na Câmara

Climão! Globo exibe nota do Flamengo em resposta a Faustão

A relação entre a TV Globo e o Flamengo anda abalada. O não acordo pelos direitos de transmissão das partidas do Campeonato Carioca rendeu notas de repúdio de ambas as partes e, neste domingo (16/02/2020), um novo capítulo escancarou a crise.

Depois de Faustão criticar durante o programa dele o clube no caso da tragédia no Ninho do Urubu, no último domingo (09/02/2020), o time carioca ganhou o direito de resposta e exibiu nota no horário do Domingão do Faustão.

Governo trava concursos públicos para tentar aprovar reforma administrativa

Resultado de imagem para jair bolsonaro

A aprovação de novos concursos públicos federais virou moeda de troca do governo para pressionar o Congresso e conseguir aprovar a reforma administrativa. À espera da definição, pelo presidente Jair Bolsonaro, do melhor momento político para enviar a proposta de reforma ao Legislativo, a equipe econômica decidiu segurar os processos seletivos até a nova proposta – que promete mexer com as carreiras do funcionalismo – receber o aval dos parlamentares.

A aposta do governo é de que o “estrangulamento” natural dos serviços públicos, decorrente de um grande número previsto de pedidos de aposentadoria neste e nos próximos anos, acabe fazendo com que as próprias categorias aceitem a reforma, para que voltem a contar com novas vagas nos órgãos federais. Outro fator que pesa nessa balança é o consequente aumento da carga de trabalho.

Desde o ano passado, o ministro da EconomiaPaulo Guedes, tem chamado atenção para a quantidade de servidores que devem deixar os cargos nos quatro anos de governo Bolsonaro. De acordo com o Ministério da Economia, são 22 mil aposentadorias previstas no funcionalismo federal em 2020. Outras 16,7 mil são estimadas para 2021 e mais 20,8 mil em 2022, totalizando quase 60 mil servidores em três anos.

Pelos cálculos da pasta, 21% dos servidores vão se aposentar até 2024. Outros 42% deixam o posto até 2030 e 61%, até 2039. Os novos servidores que irão entrar para o serviço público depois da aprovação da reforma já estariam sob o guarda-chuva de um novo regime.

Leia maisGoverno trava concursos públicos para tentar aprovar reforma administrativa

Ivan Júnior tem preferência por Lucianny Guerra

A imagem pode conter: 4 pessoas, incluindo Lucianny Guerra e Paulo Henrique Nascimento, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livre
O ex-prefeito da cidade de Assú, Ivan Júnior, que sempre foi próximo da ex-secretária de saúde do município, Lucianny Guerra, não vem escondendo de ninguém a preferência que tem pela mesma como candidata a vereadora de seu partido.

Ivan Júnior confidencia a amigos e correligionários que se decepcionou com sua ex-preferida candidata e vereadora, Delkiza Cavalcanti, que logo após chegar a Câmara de Vereadores não soube retribuir na mesma proporção o apoio político que tinha recebido pelo então prefeito Ivan.

No entanto, por outro lado, Lucianny Guerra, tem se destacado e mantido uma postura de lealdade ao ex-prefeito Ivan Júnior o acompanhando no dia a dia em suas caminhadas que reúne centenas de pessoas.

O que se comenta, é que Ivan Júnior não está nem um pouco satisfeito com a postura de indiferença da vereadora Delkiza Cavalcanti e isso com certeza terá reflexo em sua candidatura para vereadora nesse ano de 2020.

Apesar de Delkiza manifestar, pelo menos formalmente, apoio a Ivan Júnior, a mesma no dia-a-dia permanece em cima do muro tentando, para no momento mais oportuno, se escorar no sombra de árvore mais aconchegante.

Diante disso tudo, o ex-prefeito Ivan Júnior estará agindo acertadamente quando em seu projeto político e fortalecimento de sua base eleitoral optar por defender a ajudar quem está do seu lado e não em cima do muro.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: